27/12/2021 às 09h57min - Atualizada em 27/12/2021 às 09h57min

Sebrae e Prefeituras atuam no fomento aos pequenos negócios

O programa Cidade Empreendedora e a Sala do Empreendedor são exemplos dessas iniciativas do Sebrae Pará

Dol
 

Durante todo o ano de 2021 o Sebrae no Pará atuou como interlocutor ao lado de várias prefeituras municipais, traçando estratégias efetivas para tornar o ambiente de negócios mais favorável aos pequenos negócios. O programa Cidade Empreendedora e a Sala do Empreendedor são exemplos dessas iniciativas.

O Programa Cidade Empreendedora é uma ação nacional do Sebrae e foi implementado no Pará em 2019, atuando por meio de oito eixos: gestão municipal, lideranças locais, desburocratização, Sala do Empreendedor, compras governamentais, empreendedorismo na escola, inclusão produtiva e cooperativismo e crédito.

O programa envolve ações para desburocratizar o ambiente dos pequenos negócios, sendo coordenado em parceria com as Prefeituras Municipais, estando atualmente presente em nove municípios: Barcarena, Benevides, Breves, Cametá, Castanhal, Dom Eliseu, Soure, Paragominas e Marituba.

Um dos eixos de destaque são as compras governamentais, uma ação para estimular a venda dos pequenos negócios diretamente para as prefeituras, incentivando, dessa forma, que os recursos municipais fiquem na própria cidade. Outro eixo importante é o empreendedorismo na escola, que visa fomentar a educação empreendedora em práticas educacionais.

Por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar, a Cooperativa dos Agricultores Familiares de Marituba conseguiu vender R$ 3 milhões em produtos para a Prefeitura, todos voltados para a merenda escolar. Isso foi possível devido à orientação, capacitação e formalização dos pequenos agricultores por meio do atendimento do Sebrae em parceria com a administração municipal.

A Sala do Empreendedor é outro eixo do Programa Cidade Empreendedora. Trata-se de um espaço de atendimento, em parceria com a Prefeitura Municipal, para atender empreendedores de pequenos negócios e orientar pessoas que desejam abrir o próprio empreendimento e não sabem como dar os primeiros passos. Existem 90 Salas do Empreendedor no Pará.

No espaço de atendimento das salas são disponibilizados serviços como orientações sobre abertura de empresas, a exemplo da formalização como Microempreendedor Individual, gestão empresarial, finanças, entre outros temas. “Por meio deste eixo, atuamos de forma mais focada para que o município consiga executar um maior número de políticas públicas voltadas para os pequenos negócios”, informa o gerente da Unidade de Desenvolvimento Territorial e de Políticas Públicas do Sebrae no Pará, Bruno Bilby.

O Agente de Desenvolvimento é um profissional muito importante nesta empreitada, uma vez que coordena este espaço nos municípios. Capacitado pelo Sebrae, o AD atua efetivamente ao lado do poder público municipal e presta atendimento aos empreendedores. “Ser atendida pela Sala do Empreendedor me trouxe muitos benefícios. Aprendi a vender, antes trabalhava pelo instinto, não tinha organização. Hoje tenho noção de como administrar o meu negócio”. Explica a empreendedora de Benevides, Elige Viana.

De acordo com Bilby, o plano para 2022 é levar o Cidade Empreendedora para um maior número de municípios e ampliar o número de Salas do Empreendedor no estado. Além disso, o objetivo também é capacitar novos Agentes de Desenvolvimento.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »