26/07/2021 às 10h23min - Atualizada em 26/07/2021 às 10h23min

Embrapa oferta nova cultivar de pimenta habanero para produtores de sementes

Embrapa

pimenta do tipo habanero BRS Araçari está sendo ofertada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para produtores de sementes de pimenta inscritos no Registro Nacional de Sementes e Mudas (RENASEM). O edital de oferta pública irá selecionar os produtores interessados no licenciamento para produção e comercialização de sementes da nova cultivar de pimenta desenvolvida pelo programa de melhoramento genético de pimentas Capsicum da empresa.

Os produtores de sementes devem encaminhar a documentação solicitada na Oferta Pública nº 05/2021 até às 17h do dia 20 de agosto de 2021 para o e-mail sin.eca@embrapa.br. Os interessados serão classificados por ordem de recebimento do e-mail enquanto houver lotes disponíveis da semente genética da cultivar de pimenta BRS Araçari.

Ao todo, a oferta pública contempla quatro (4) lotes compostos por 10 gramas de semente genética da nova cultivar, que está protegida junto ao Serviço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Cada produtor de sementes pode adquirir um lote e manifestar interesse por lotes remanescentes.

Os produtores habilitados serão comunicados a partir do dia 23/08/2021 e, então, convocados à assinatura do contrato de licenciamento, no qual está incluída a licença para uso da marca “Tecnologia Embrapa”. O documento completo pode ser acessado aqui.

Sobre a pimenta BRS Araçari

A cultivar BRS Araçari é uma pimenta do tipo habanero que possui frutos amarelos, quando maduros, com alto teor de vitamina C (177,4 mg/100 g de fruto) e baixo ardor, com sabor mais suave, em torno de 5 mil SHU – unidade de referência que mede o grau de pungência das pimentas. Para se ter uma base de comparação, as primeiras cultivares nacionais de pimenta habanero – BRS Juruti, de cor vermelha, e BRS Nandaia, de tom alaranjado – são mais picantes e apresentam 260 mil SHU e 200 mil SHU, respectivamente.

A cultivar possui plantas vigorosas e de porte elevado, o que favorece as colheitas manual e mecanizada. No sistema convencional, a produtividade alcançou uma média de 13 t/ha em campo aberto e de 36 t/ha em cultivo protegido, em três meses de colheita. Atualmente, o desempenho da cultivar está sendo avaliado também para o sistema orgânico de produção.

A pimenta habanero BRS Araçari possui resistência às principais espécies de nematoides-das-galhas que provocam danos à cultura, e resistência intermediária a bactérias do complexo Ralstonia, causador da doença murcha-bacteriana.

A coloração amarela e o aroma pronunciado dos frutos distinguem a BRS Araçari das demais cultivares de pimenta habanero disponíveis no mercado brasileiro. A nova cultivar tem potencial para atender o mercado de frutos frescos e nichos de mercado voltados para produtos diferenciados à base de pimentas, como molhos, geleias, chutneys, mostardas, patês e outros.

“Como no Brasil o consumo da pimenta fresca, apesar de crescente, ainda é baixo, e, por isso, as demandas dos agricultores referem-se, de modo geral, à oferta de uma matéria-prima de qualidade, com foco na indústria de processamento”, revela a pesquisadora Cláudia Ribeiro, coordenadora do programa de melhoramento genético de pimentas Capsicum da Embrapa.

 

Paula Rodrigues (MTB 61.403/SP)
Embrapa Hortaliças

Anelise Macedo (MTb 2.749/DF)
Embrapa Hortaliças

Contatos para a imprensa

Telefone: (61) 3385-9000

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »