11/02/2022 às 17h53min - Atualizada em 11/02/2022 às 17h53min

Campanha "Rios Seguros" previne escalpelamento em Cametá

Entre os serviços estiveram coberturas de eixo de motores de embarcações e distribuição de toucas para prender cabelos, como forma de prevenir o acidente de escalpelamento na região

dol
 

Um problema público que acomete principalmente meninas e mulheres que devido a ocorrência do acidente na maioria das vezes ficam com sequelas para o resto da vida. Prevenir é o melhor remédio contra o escalpelamento.

Por meio da campanha “Rios Seguros”, a Marinha do Brasil mobilizou mais de 30 militares, de 8 a 11 de fevereiro, em ações de inspeção naval e outras iniciativas em prol da segurança da navegação, no município de Cametá, nordeste do Pará, onde mais de 230 pessoas receberam instruções, por meio de palestras sobre práticas individuais e coletivas, que promovam a prevenção deste tipo de acidentes e outros comuns no ambiente de água e embarcações. 

Segundo a Marinha do Brasil, foram doados 155 coletes salva-vidas; instaladas 83 coberturas de eixo de motores em pequenas embarcações da região; distribuídas 50 toucas para mulheres e crianças prenderem os cabelos, além da entrega de panfletos e cartazes educativos em portos, feiras e locais com maior fluxo de circulação de pessoas.

Ainda, foram realizados serviços de regularização de documentação das embarcações e de condutores, como segunda via da carteira marítima, transferência de jurisdição da Caderneta de Inscrição e Registro, inscrição de embarcação, renovação de título de embarcação e transferência de propriedade de embarcação.

A campanha teve como objetivo combater os acidentes da navegação, estimulando a edificação da mentalidade fluvial junto a comunidades ribeirinhas, através de iniciativas voltadas para a segurança da navegação, prevenção da poluição, a salvaguarda da vida humana, de seus tripulantes, passageiros e cargas.

As ações foram promovidas pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR), com apoio da Secretaria Municipal de Educação e Prefeitura Municipal de Cametá; da Secretaria de Saúde do Estado do Pará; da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda; do Conselho Regional de Psicologia; e da Organização não Governamental Amigos Voluntários do Pará. Para esta comissão, foram empregados o Aviso Auxiliar Breves do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte e a Agência Escola Flutuante Ajuri II da CPAOR.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »