02/06/2017 às 03h10min - Atualizada em 02/06/2017 às 03h10min

Encerramento do Maio Amarelo acontece em Canaã

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Aconteceu na noite desta quarta-feira, 31, o encerramento do movimento Maio Amarelo na praça da Bíblia, centro de Canaã dos Carajás. Dezenas de pessoas ouviram as palestras ministradas por funcionários do Departamento Municipal de Trânsito de Canaã. Durante todo o mês foram feitos vários atos com o objetivo de conscientizar a população a respeito da necessidade de se ter cuidados extras no trânsito. Segundo Lazara Almeida, coordenadora do movimento, as pequenas decisões como usar o cinto, o capacete ou não se envolver em uma briga podem salvar vidas e o principal objetivo do movimento é fazer essa conscientização.
 
A coordenadora falou também da extrema necessidade de que todos comecem a se preocupar com os altos índices de morte no trânsito todos os dias e todos os anos. “Muitas vezes estamos tão insensíveis com as mortes que acontecem, que nós só nos preocupamos quando acontece conosco, ou com alguém da nossa família” disse. Lazara ainda chamou a atenção para um relatório da Organização Mundial da Saúde: “1 milhão e 250 mil pessoas morrem todos os anos, em todo o planeta, vítimas de acidentes no trânsito, a partir daí a organização começou a ficar bastante preocupada, pois os números são altíssimos. Além disso, 50 milhões de pessoas por ano são feridas.”
 
O evento transcorreu de maneira tranquila e veio para encerrar um ciclo educativo que possui a árdua missão de estender pelo ano inteiro a consciência coletiva dos cuidados necessários no trânsito e, assim, salvar milhões de vidas. O Maio Amarelo acabou, mas as estatísticas precisam melhorar bastante ainda. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »