16/02/2018 às 22h24min - Atualizada em 16/02/2018 às 22h24min

Dia do repórter é comemorado por profissionais em todo o pais. Saiba um pouco mais sobre os profissionais da informação de Canaã

No dia do repórter, profissionais canaenses falam sobre o prazer de exercer a profissão

Atila Penha - Jornal In Foco
O dia nacional do repórter é comemorado em 16 de fevereiro. Os profissionais da área são responsáveis por investigar, entrevistar, produzir e levar informações de todo o mundo pelos meios de comunicação para as pessoas. Atualmente, existem áreas específicas em que o profissional pode atuar como política, cultura, esportes, polícia, educação, economia, entre outros.
 
Desde o século 20, os repórteres brasileiros vêm ganhando espaço dentro do cenário informativo e ganharam, ainda mais, com o avanço dos meios de comunicação, sendo reconhecidos em todo o mundo e chegando a ganhar prêmios. Todo repórter é jornalista, mas nem todo jornalista é repórter. Estima-se que só no Brasil existem mais de 145 mil jornalistas registrados e esse número pode ter aumentado de 2011 para cá, já que não é preciso ter um diploma para exercer a profissão. Em Canaã dos Carajás, a mídia vem ganhando ainda mais espaço durante os últimos anos com ótimos profissionais na área. Todos têm seu destaque em seus meios de mídia, sejam eles rádio, TV, jornais impressos ou pelo mais recente, a internet.
 
Ser repórter, contar histórias, ser visto ou lido está entre os sonhos de muitas criança. Fazer jornalismo, ser reconhecido e levar as informações o mais rápido possível para a população, com a melhor qualidade, é um dos prazeres da profissão. Como disse Kevin William, repórter da TV Correio em Canaã: "Eu escolhi ser repórter porque sempre foi uma profissão que me chamou atenção desde criança. O universo da televisão sempre me encantou e durante toda minha vida eu sempre tive contato com pessoas do ramo jornalístico. Ser repórter é justamente essa adrenalina de estar na rua, ouvindo as pessoas e, a partir daí, eu fui me encantando ainda mais em saber ouvir as pessoas. “


Kevin William
 

Kevin ainda falou do principal sentido para ele, do conceito para exercer a profissão: "O repórter, além de saber contar uma ótima história, precisa saber ouvir bastante, ouvir as pessoas, ouvir os dois lados de um assunto para poder passar a informação com credibilidade e responsabilidade. Acredito que isso gere bastante o conceito de ser repórter e justamente estar além e atrás da informação verídica, apurar a informação. O profissional da área precisa gostar de estar ao lado das pessoas para poder ter esse papel social, para poder ajudar e transformar a sociedade."
 
A repórter Any Soares, da Record TV Canaã, também comentou porque escolheu trabalhar no meio jornalístico: “Eu amo conviver com tantas histórias, com tantas opiniões diferentes que se completam. Escolhi essa profissão porque odeio rotina e essa profissão proporciona momentos únicos. Enfim, amo meu trabalho!"


Any Soares entrevistando os vocalistas da Banda Fruta Quente no Carnaval 2018. "Odeio rotina e essa profissão
proporciona momentos únicos."

 
Com tantas opções, escolher trabalhar com o que se gosta é essencial para a alma e para um excelente trabalho. Assim, fica os parabéns da equipe do Jornal In Foco a todos os colegas de profissão.
 
“O repórter é o profissional caçador de notícias que nos informa a cada dia de todos os fatos ocorridos no mundo.”
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »