03/02/2022 às 13h22min - Atualizada em 03/02/2022 às 13h22min

Rússia envia 30 mil soldados e armas para a Bielorrússia, diz Otan

É o maior destacamento para a região desde o fim da Guerra Fria

Agência Brasil

A Rússia transportou cerca de 30 mil soldados e armas modernas para a Bielorrússia nos últimos dias, o maior destacamento militar de Moscou para o país desde o fim da Guerra Fria, disse o secretário-geral da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, nesta quinta-feira (3).

O deslocamento incluiu forças de operações especiais Speznaz, caças SU-35, mísseis Iskander de dupla capacidade e sistemas de defesa aérea S-400.

"Tudo isso será combinado com o exercício anual das forças nucleares russas", afirmou o secretário. O termo capacidade dupla, que Stoltenberg usou para os mísseis Iskander, é usado para descrever armas destinadas à guerra convencional e nuclear.

Tensões na Europa

O destacamento de tropas adicionais dos Estados Unidos no Leste Europeu está aumentando as tensões na região, disse hoje (3) o Kremlin, depois de Washington ter informado que enviará 3 mil soldados extras para a Polônia e a Romênia.

A Rússia acumulou milhares de soldados perto da fronteira com a Ucrânia, exigindo que os EUA e a Otan prometam não permitir a adesão de Kiev ao bloco militar, mas negando qualquer plano de invasão do país vizinho.

A Casa Branca afirmou nesta semana que tropas extras protegeriam o Leste Europeu de possível transbordamento da crise ucraniana.

*Reportagem adicional de  Dmitry Antonov

*É proibida a reprodução deste conteúdo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »