02/03/2020 às 15h05min - Atualizada em 02/03/2020 às 15h05min

​Em meio à crise do coronavírus, ministro deixa Merkel 'no vácuo' e recusa aperto de mão; veja vídeo

Alemanha tem 150 pessoas infectadas com Covid-19; profissionais de saúde recomendam evitar contatos próximos e apertos de mãos.

- Jornal In Foco
G1
O ministro do Interior alemão se recusou a cumprimentar a chanceler Angela Merkel com um aperto de mão nesta segunda-feira (2), em meio ao surto de Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus.
 
Entre domingo e segunda-feira, a Alemanha registrou 21 novos casos, elevando o número de infectados no país para 150.
 
Coronavírus: recomendação é lavar as mãos e evitar beijo no rosto

Ao chegar em uma sala de reuniões, a dirigente estendeu a mão para o chefe de Interior, Horst Seehofer, que se afastou com um gesto, sorrindo (veja o vídeo abaixo).
 
Em um clima ameno, a mandatária entendeu o recado e os dois começaram a rir. Seehofer já havia dito a repórteres, antes da chegada de Merkel, que havia deixado de estender a mão como cumprimento por conta do vírus.
 
Para evitar a contaminação, os profissionais de saúde recomendam particularmente evitar os apertos de mãos.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »