24/08/2017 às 08h47min - Atualizada em 24/08/2017 às 08h47min

Quem será o próximo a cair no governo Jeová?

Após Waina, Alexânia e Cristina, Gilson Mendes está fora da FUNCEL

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
As tesouradas do governo Jeová Andrade continuam acontecendo. O escolhido da vez? Gilson Mendes, diretor da Fundação de Cultura Esporte e Lazer (FUNCEL). O irmão do vereador Anderson Mendes (PTB) estava à frente da pasta desde o primeiro ano da gestão Jeová e sempre se mostrou fiel ao governo. O que teria levado o gestor municipal a tomar esta decisão? Os motivos seriam também políticos?
 
O vereador Anderson Mendes tem criticado algumas atitudes do governo municipal. Entre elas, o fato da prefeitura ter destinado 500 mil reais para um show e não ajudar o comércio local. O petebista fez essa crítica durante a 21ª Sessão do Legislativo em 2017 e foi rebatido por Dionísio Coutinho (PSC) que na ocasião falou: “O show que o senhor está falando foi contratada pela FUNCEL, que é dirigida pelo seu irmão.” O prefeito Jeová Andrade, que participou da sessão, falou: “Sobre o show, o senhor está equivocado quanto ao valor, pois ele não chega nem a 1/3 disso que o senhor falou. Fazer discursos raivosos é fácil, complicado é resolver os problemas de verdade.”


 
O fato de Anderson ter partido para a briga com o governo teria sido o real motivo da exoneração de Gilson Mendes? Seria a cúpula do poder municipal tão vingativa a esse ponto? A Prefeitura ainda não se manifestou oficialmente sobre nenhuma das exonerações feitas até o momento. É certeza que as respostas paras as perguntas que são feitas agora serão as cenas dos próximos capítulos da trama do poder em Canaã dos Carajás.
 
Tão logo foi exonerado, Gilson já possui um substituto. O eleito é Jander Fonteles, conhecido pela luta em prol do esporte no município. O novo diretor da autarquia possui um currículo adequado para a função. Resta saber se ele terá liberdade para executar o seu trabalho da maneira que melhor entender. A cultura e o esporte são ferramentas de transformação social e precisam de olhares ainda mais atentos do poder público.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »