12/08/2022 às 09h44min - Atualizada em 12/08/2022 às 09h42min

Voos diretos de Belém para os Estados Unidos serão retomados

A partir de dezembro, a população voltará a ter os voos diretos da capital paraense para a cidade de Fort Lauderdale, no sul da Flórida.

- jornalinfoco.com
dol

O Aeroporto Internacional de Belém retomará os voos diretos da capital paraense até o aeroporto de Fort Lauderdale, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, a partir de 15 de dezembro deste ano. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (11) pelos titulares da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico do Pará (Sedeme), além do representante da Companhia Aérea Azul, em entrevista coletiva realizada na sede da Setur, em Belém.

+ No Dia dos Pais doar sangue é o melhor presente!

A Azul está retomando a atividade, que foi interrompida em decorrência da pandemia da Covid-19 e, de acordo com a companhia aérea, as viagens ocorrerão quatro vezes durante a semana, em aeronaves Airbus A320neo, com capacidade para 174 clientes. O restabelecimento da operação foi viabilizado devido aos investimentos realizados pelo Governo do Pará em melhorias da malha aérea e de infraestrutura dos aeroportos do estado, conforme frisou César Grandolfo, gerente de Relações Institucionais da Azul.

   

O governador Helder Barbalho declarou, através de suas redes sociais, a importância da retomada dos voos para consolidar a vocação turística do Estado.

"Com esta retomada, podemos fortalecer as estratégias turísticas para que a partir de Belém possamos ser a porta de entrada do turismo, da ecologia, da gastronomia, das belezas naturais e peculiaridades que nossa região amazônica possui", afirmou o chefe do Executivo.

“Hoje é um dia importante para a Azul, estar aqui com o Governo do Pará, uma parceria que ao longo dos últimos anos tem dado muito resultado. Temos conseguido expandir a nossa malha aérea no estado de forma expressiva com os voos regionais e, a partir de 15 de dezembro, também com os voos internacionais. Esse voo só se tornou possível em razão dessa parceria, com o desenvolvimento e fortalecimento da malha aérea no estado, questão de infraestrutura dos aeroportos e todos os pontos necessários para se ter uma operação forte, que o estado nos concedeu”, declarou Grandolfo.

Economia 

A retomada da operação da Azul com o voo internacional é mais uma ação que vai garantir desenvolvimento econômico para o Pará, conforme ressaltou o titular da Sedeme, José Fernando Gomes Júnior.

+ Imagem de Nossa Senhora de Nazaré chega ao Rio para o Círio

“O mercado da carne (paraense) hoje abriu mais um passo para o mercado americano. Esse voo vai facilitar que os nossos frigoríficos, os mais modernos do estado, possam estar aumentando esse mercado nos Estados Unidos. Já tem na China e em outros espaços. O Pará é um estado minerador, também, e essa interligação com o mundo e com os nossos municípios é de fundamental importância para que a gente tenha esse ambiente de negócios, mantido pelo nosso governador”, reforçou.

Para além do turismo de negócios, a retomada do voo representa, também, o fortalecimento do turismo de lazer, sobretudo, com a vinda do turista norte-americano ao Pará. Segundo o titular da Setur, André Dias, o governo aposta em ações para atrair o turista, mas não somente com intuito de conhecer a capital e, sim, para demonstrar os atrativos de outras regiões de potencial turístico do estado, como o Marajó, Santarém (Alter do Chão) e Salinópolis, por exemplo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »