27/11/2021 às 20h14min - Atualizada em 27/11/2021 às 20h14min

Dieese faz alerta para gastos previstos após as festas

Usar o décimo para pagar as dívidas é a primeira recomendação de qualquer economista para os trabalhadores.

Dol
 

As ruas do centro comercial de Belém, lojistas, ambulantes e consumidores manifestam várias expectativas em relação ao décimo terceiro salário. Isto porque os vendedores acreditam que com o pagamento, o movimento irá melhorar. Já o consumidor quer receber o décimo para fazer as compras de fim de ano. Pelo menos, este foi o caso do faturista Maurício Júnior, 29. Ele aproveitou a primeira parcela para comprar roupas e calçados. “O restante vai ser para comprar os presentes. Este ano, não tenho dívidas acumuladas, então vou usufruir melhor do 13º”, comentou.

Novas sete linhas de ônibus funcionarão no Integra Belém

Covid: Belém vacina 1ª, 2ª e 3ª dose neste final de semana

Usar o décimo para pagar as dívidas é a primeira recomendação de qualquer economista para os trabalhadores. O supervisor técnico do Dieese/PA, Roberto Sena, relembra que após o período das festas de fim de ano, o trabalhador vai precisar comprar o material escolar dos filhos e pagar o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), por isso o uso do 13º deverá ser bem empregado.

A vendedora Raimunda Melo, 29, não vai conseguir guardar nenhuma parte do décimo. “A primeira parcela eu já recebi. Estou com uma filha com 9 meses de vida, tudo o que ganho eu uso para mantê-la. A segunda parcela do décimo também será toda voltada para alimentação e roupas da criança”, disse. “O custo de vida está muito elevado para conseguir poupar o salário”, completou Raimunda.

 Wagner Santana/Diário do Pará

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »