03/11/2017 às 11h07min - Atualizada em 03/11/2017 às 11h07min

Presos suspeitos de matar jovem que combinou carona via WhatsApp

DOL (Diário Online)

Três homens apontados pelo envolvimento no sequestro e morte da radiologista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, foram presos na noite desta quinta-feira (2). A jovem foi morta após combinar carona pelo WhatsApp.

De acordo com informações do delegado responsável pelo caso, as prisões ocorreram no município de São José do Rio Preto (SP). O corpo da jovem foi encontrado seminu na tarde de ontem, dentro de um córrego entre Frutal e Itapagipe.

A calça que a moça usava estava a cerca de três quilômetros do local onde o corpo foi encontrado. Segundo dados da perícia, Kelly foi estrangulada e morta por asfixia.

A polícia investiga a carona combinada, onde Kelly se ofereceu para transportar outras pessoas, como um caso de latrocínio, uma vez que o carro da jovem foi roubado e em seguida foi parar em um desmanche.

Foto de um pedágio, ainda em Minas Gerais, mostram o carro da jovem sendo conduzido por um homem (Reprodução)

Dois dos homens detidos podem estar ligados a venda das peças do carro. O terceiro seria o comprador.

Em entrevista à imprensa local, o delegado informou que os três têm passagens por roubo.

Um deles, Jonathan Pereira do Prado, confessou que matou a jovem para roubar. Ele estava foragido do Centro de Progressão Penitenciária de São Paulo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »