19/05/2017 às 08h41min - Atualizada em 19/05/2017 às 08h41min

Homenagem ao dia das mães é marcada por muitas emoções

Pais, convidados e organizadores se reuniram para homenagem ao dia das mães

Karla Rocha - Jornal In Foco
Mãe é a mulher que gera e dá a luz a um filho, mas também é aquela que cria um ente querido como se fosse a sua genitora, dando-lhe carinho e proteção. As mães merecem todo o respeito, carinho e muito amor dos seus filhos e familiares. Foi pensando em homenagear e marcar a comemoração do Dia das Mães que na quinta-feira (11), os alunos do curso de flauta doce, violão, balé clássico, jazz pop, canto coral e musicalização infantil da Casa da Cultura de Canaã dos Carajás, localizada no Sul do Pará, promoveram recitais e apresentações emocionantes e surpreendentes voltados integralmente para as mães presentes no evento.
 
Cerca de 250 pessoas, entre pais, convidados e organizadores, se reuniram para prestigiar a atuação dos alunos (criança e infanto-juvenil) que apresentaram belas canções acompanhadas por outros instrumentos como violão, flauta e saxofone. “O evento é uma iniciativa para interagir com a comunidade e homenagear as mães que muitas vezes são as principais incentivadoras da cultura musical e artística dos filhos”, afirma a coordenadora da Casa da Cultura de Canaã, Cátia Weirich.
 
De acordo com a professora de balé da Casa da Cultura, Danuize Teixeira, as aulas lecionadas desde o primeiro dia até o dia das apresentações, contam com um misto de sentimentos indescritíveis tanto para ela quando para os seus alunos. “Aqui os alunos sonham em ser atrizes, repórteres ou músicos profissionais e é importante frisar, que nós, como educadores, somos gratos à dedicação dos nossos alunos e sabemos que não só o balé, mas todo o contexto artístico que é instruído aqui na Casa da Cultura, são representações de sonhos que são concretizados aqui”, declarou.
 
Ao serem entrevistas pela equipe do Jornal In Foco, as alunas de balé clássico fizeram uma homenagem encantadora para as suas mães; “o que dizer sobre a minha mãe? Ah, ela é meu tudo, a minha vida mesmo! Ela me incentiva em cada escolha e eu sei que posso contar com ela para tudo. A apresentação de hoje foi para que ela soubesse o quanto a amo”. Durante a ocasião, vários poemas e poesias foram recitados pelos alunos presentes. As apresentações de danças como balé clássico, carimbó, jazz pop e afins, animaram o público presente.
 
O evento contou com a participação de Jeremias Alves com uma belíssima apresentação de algumas canções no saxofone e Ana Cecília Lourinho que emocionou o público ao recitar uma poesia dedicada ao dia das mães.
 
Você sabe qual a origem do Dia das Mães?
O costume de homenagear as mães é de origem mitológica. Existem registros que os gregos homenageavam a mãe dos deuses, Reia, enquanto os romanos prestavam homenagens à sua mãe divina, Cibele; A mãe dos deuses. O próximo registro está no inicio do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de “Mothering Day”. Uma curiosidade é que o fato também deu origem ao “mothering cake”, um bolo característico para a data.

Data comemorada no segundo domingo de maio surgiu com uma iniciativa organizada por um grupo de mulheres para amenizar o sofrimento de uma amiga que havia perdido a mãe

Mas foi em 1905, no Estado da Virgínia Ocidental, que Ana Jarvis iniciou a campanha para instituir o dia das mães. Ao perder a sua mãe, Ana Jarvis entrou em grande depressão. Preocupadas com todo o sofrimento, algumas amigas tiveram a iniciativa de perpetuar a memória da sua mãe com uma festa. Com isso, Ana pretendia que a festa fosse estendida à todas as mães, vivas ou mortas. A ideia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.
 
A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando William E. Glasscock, governador de Virgínia Ocidental, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas do estado. Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração. Por fim, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães devesse ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Posteriormente, mais de 40 países aderiram a data.
Ironicamente, o Dia das Mães se tornou uma data triste para Anna Jarvis. A popularidade do feriado fez com que a data se tornasse um dia lucrativo para os comerciantes, principalmente para os que vendiam cravos brancos, flor que simboliza a maternidade. "Não criei o dia as mães para ter lucro", disse furiosa a um repórter, em 1923. Neste mesmo ano, ela entrou com um processo para cancelar o Dia das Mães, sem sucesso. Anna morreu em 1948, aos 84 anos. Recebeu cartões comemorativos vindos do mundo todos, por anos seguidos, mas nunca chegou a ser mãe.
 
Oficialização da data no Brasil
 
Inspirados na comemoração americana, a Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul (ACM-RS) começou a celebrar o Dia das Mães em 1918.  Em 1931, durante o II Congresso Internacional Feminista, realizado no Rio de Janeiro, Alice Tibiriçá apresentou uma moção dirigida ao chefe do governo provisório (Getúlio Vargas) pedindo para ser instituído no segundo domingo do mês de maio o Dia das Mães.
 
No documento, as feministas explicam que “reunidas por um alto ideal de confraternização feminina para trabalhar pelo progresso do país, desejam homenagear as mães – o maior fator de nosso aperfeiçoamento moral”. No ano seguinte, em 1932, Getúlio Vargas assinou o decreto que oficializou a data no Brasil. No Brasil, atualmente o Dia da Mãe é no segundo Domingo do mês de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de Cristo. Neste ano de 2017 o dia das mães foi comemorado no dia 14 de maio.
 
Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1905 é o mesmo amor que é celebrado hoje. E é o que fazem praticamente todos os países. Apesar de cada um ter o segmento para datas distintas, a finalidade é sempre homenagear aquela que nos põe no mundo. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »