31/10/2019 às 12h07min - Atualizada em 31/10/2019 às 12h07min

Mais de R$ 1 bi: audiência pública debate orçamento de Canaã dos Carajás em 2020

Orçamento será o maior da história de Canaã dos Carajás. Prefeitura e Câmara Municipal debateram, junto à comunidade, metas e prioridades para o próximo ano

Beatriz Macieira - Jornal In Foco
Foto: Jefferson Almeida
A prefeitura de Canaã dos Carajás e a Câmara de Vereadores realizaram, nesta quarta-feira, 30, uma audiência pública para debater a Lei Orçamentária Anual (LOA-2020). A LOA é o instrumento utilizado pela gestão pública para definir os valores que cada secretaria de governo receberá no determinado ano. A ideia da audiência é ouvir o que o cidadão canaense tem a dizer sobre prioridades orçamentárias para o ano que vem.

Em 2020, o governo terá um orçamento recorde de R$ 1 bilhão. Para se ter uma ideia, o valor é superior ao que o governo Jeová Andrade teve somados os seus quatro primeiros anos de gestão. 

Secretário de Planejamento, Geam Meirey falou sobre a proposta. "“Nós queremos uma nova metodologia para implantação do orçamento para 2020, a de mais participação popular. A nossa proposta é uma Loa mais participativa; queremos que a sociedade contribua com ações reais em todos os segmentos.”
 
Wilson Leite, presidente da Câmara Municipal, destacou a importância da participação popular. “Essa é a hora em que a gente precisa ouvir o que o cidadão tem a dizer sobre o dinheiro público, afinal de contas é ele quem paga essa conta e que é beneficiado no final. Canaã dos Carajás é uma cidade diferenciada e privilegiada com um orçamento que é maior a cada ano. Portanto, é mais do que necessário a participação da comunidade.”
 
Utilizando a tribuna como cidadão, o professor Robson falou sobre o que espera para o ano que vem. “O orçamento de Canaã para 2020 é gigantesco e é necessário que seja dada uma atenção maior ao esporte e a cultura da nossa cidade. Esse debate é extremamente necessário nesse momento.”
 
Ouvidas as demanda da comunidade, a LOA agora será reanalisada e enviada à Casa de Leis para ser votada pelos vereadores.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »