16/10/2019 às 09h44min - Atualizada em 16/10/2019 às 09h44min

No Dia do Professor, Humberto Costa lamenta retrocessos na educação

- Jornal In Foco
Agência Senado
Humberto: "Esse é um governo que odeia a educação, que a sataniza e atira ofensas contra Paulo Freire" Jefferson Rudy/Agência Senado
O líder do PT, senador Humberto Costa (PE), lembrou em Plenário que nesta terça-feira (15) é comemorado o Dia do Professor. Segundo ele, os desafios da categoria são enormes, especialmente na educação básica da zona rural, onde 345 mil educadores atuam em condições adversas, com salas de aula improvisadas e elevada evasão escolar.

Humberto Costa citou avanços ocorridos na educação ao longo dos governos do PT, ao lembrar que o orçamento do setor saltou de R$ 18 bilhões em 2003 para mais de R$ 100 bilhões em 2016. Programas como o Caminho da Escola, voltado ao transporte de estudantes, aumento do número de universidades públicas e institutos federais e elevação da jornada de mais de 57 mil escolas públicas são alguns exemplos de medidas adotadas nas gestões dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, informou o senador. Para ele, o cenário atual é marcado pelo bloqueio do orçamento e pelo patrulhamento ideológico dos professores em sala de aula.

— Esse é um governo que odeia a educação, que a sataniza, que atira ofensas contra o seu patrono, o educador Paulo Freire, um dos nomes de maior relevo do mundo nessa área. É um governo para o qual a universidade virou um antro de marxismo e da esquerda, na visão de que ela precisa de um grande expurgo, para voltar às mãos da elite — disse.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »