19/09/2019 às 10h40min - Atualizada em 19/09/2019 às 10h40min

Depressão: "Peço socorro em silêncio" afirma jovem de Canaã dos Carajás

No Setembro amarelo, mês de prevenção ao suicídio, o Jornal In Foco ouviu o relato de uma jovem de Canaã dos Carajás que tentou se matar há algum tempo. De forma triste, a jovem revela que tem crises de ansiedade, passa meses sem sair de casa e está cansando de tudo

Beatriz Macieira - Jornal In Foco
Foto: Reprodução
Considerada o “mal do século”, a depressão atinge cada vez mais pessoas em todo o planeta. As razões são inúmeras e as explicações são poucas; o gatilho para a doença pode ser qualquer situação e qualquer um está sujeito a sofrer do mal. 
 
No mês de prevenção ao suicídio, o ‘Setembro Amarelo’, o Jornal In Foco conversou com uma jovem de Canaã dos Carajás que sofre com o problema até hoje. Por razões óbvias, o seu nome não será revelado. 
 
A jovem tentou se matar há alguns anos e, quando questionada, afirmou que ainda sofre com o problema e os mesmos pensamentos continuam rodeando sua mente. Segundo ela, em alguns momentos, familiares não ajudam, pois não sabem lidar com o problema, mas que alguns amigos são fundamentais para segurar a barra.
 
Jornal In Foco: Como você se sentiu quando percebeu que estava com esses pensamentos?
 
Jovem: Foi uma sensação horrível, pois eu entrava sempre em desespero, ou em crises, era uma dor insuportável que tomava de conta de toda a minha energia me deixando sempre exausta pra tudo. Eram milhões de pensamentos, um quê questionamento em tudo que as pessoas me falavam, comecei a pensar que elas estavam cansadas de mim e acabei me afastando de todo mundo.
 
Jornal In Foco: Você já relatou alguma vez a um parente que tentou se suicidar?
 
Jovem: Já sim.  Meus familiares me falaram que eu estava com drama, outros disseram que estava faltando Deus na minha vida.
 
Jornal In Foco: Algum amigo seu já te ajudou com esse problema?
 
Jovem: Sim; muito. Tenho amigos que, vez ou outra, me fazem visitas para tentar me animar mas eu estou cansada e exausta de tudo
 
Jornal In Foco:  Por quanto tempo você se sentiu assim ou ainda se sente?
 
Jovem:  Ainda me sinto e é horrível. Peço socorro em silencio, tento ficar agindo como se não tivesse sentindo nada, enquanto enlouqueço por dentro com tantos pensamentos. Tenho crises de ansiedade e é horrível, passo quase o dia todo no quarto, passo de meses sem sair de casa, cansei da escola, estou me cansando de tudo.
 
O Brasil inaugurou, recentemente, um Centro de Valorização da Vida. Através do número 188, pessoas que sofrem com problemas relacionados à depressão podem conversar com profissionais especializadas na prevenção ao suicídio.
 
Em Canaã, a rede pública atende gratuitamente pessoas que passam por esse problema. O atendimento inicial é feito nas Unidades Básicas de Saúde; na sequência, os pacientes recebem encaminhamento para psicólogos e psiquiatras no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »