08/11/2018 às 18h20min - Atualizada em 08/11/2018 às 18h20min

Vereadores discutiram Lei Orçamentária Anual para 2019 em Canaã dos Carajás

Stephanny Sousa - Jornal In Foco
Stephanny Sousa
Na noite de ontem, quarta-feira (07), os vereadores da Câmara Municipal de Canaã dos Carajás discutiram em Audiência Pública a Lei Orçamentária Anual para 2019, orçada em R$479.644.703,72 (quatrocentos e setenta e novo milhões, seiscentos e quarenta e quatro mil, setecentos e três reais e setenta e dois centavos) junto com a comunidade do município.

A LOA define as estratégias de receitas e despesas para o ano seguinte, facilitando assim a destinação da aplicabilidade dos recursos financeiros do município.

Diferente do ano passado, este ano a plenária esteve lotada, além dos moradores e líderes de associações, os Secretários de Governo também estiveram presente, entre eles Alex Silveira (Administração), Ronaldo Araújo (Assistência Social), Edilson Valadares (Educação), Jurandir José dos Santos (Desenvolvimento Econômico), Cleverson Aleksander Zajac (Comunicação), Leo Ferreira Castro (Desenvolvimento Rural), Simone Aparecida (Meio Ambiente) entre outros.

Em tribuna os moradores de Canaã falaram muito em destinar uma parte do orçamento para a agricultura familiar. A justificativa é que o município no início de emancipação tinha sua economia inteira voltada para o agronegócio. Com o passar dos anos, a mesma renda foi ficando cada vez menor, dando espaço então para o minério, que já vinha dominando a região.

Atualmente toda a economia gira em torno da extração de minério retirados pela mineradora Vale. Porém, pelos discursos apresentados, os moradores do munícipio acreditam na possibilidade de mudar o cenário através da agricultura, já que Canaã possui solos férteis para plantio.


Agricultores levantaram faixas durante a audiência na esperança 
de chamar a atenção dos governantes para o agronegócio em Canaã


Mas apesar de todos os discursos as secretárias mais bem pagas foram as secretarias de Obras, Educação e Saúde. A de Obras por exemplo levou ganhou cerca de R$121.550.187,47 (Cento e vinte e um milhões, quinhentos e cinquenta mim, cento e oitenta e quatro reais e quarenta e sete centavos), o que chega a ser quase 25% do valor total da LOA.


Para a Secretária de Saúde foi destinado um valor total de R$14.086.715,55 (Quatorze milhões, oitenta e seis mil, setecentos e quinze reais e cinquenta e cinco centavos), valor em torno de 19% do total. Além disso, o Fundo Municipal de Saúde deve receber R$77.545.209.43 (Setenta e sete milhões, quinhentos e quarenta e cinco mil, duzentos e nove reais e quarenta e três centavos).

A Secretária de Educação, que também foi alvo de discurso de moradores para que o executivo olhe mais para os estudantes universitários, ficou com cerca de R$34.380.666,22 (Trinta e quatro milhões, trezentos e oitenta mil, seiscentos e sessenta e seis reais e vinte e dois centavos) ganhando também mais R$29.447.206,10 (Vinte e nove milhões, quatrocentos e quarenta e sete mil e duzentos e seis reais e dez centavos) para o Fundo Municipal de Educação, somando também com R$36.676.000,00 (Trinta e seis milhões, seiscentos e setenta e seis mil reais) para a FUNDEB.

A Secretária de Agricultura que foi a mais comentada da noite ficou com uma média de R$10.000.000,00 (Dez milhões de reais), o que não agradou a grande maioria. Após a audiência, o documento ainda retorna para a aprovação do Legislativo e deve acontecer na última sessão do ano.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »