19/05/2018 às 10h26min - Atualizada em 19/05/2018 às 10h26min

Caminhada em prol do Combate ao Abuso e Exploração Sexual é realizada em Canaã dos Carajás

Stephanny Sousa - Jornal In Foco
Stephanny Sousa
Atila Penha
Na última sexta-feira (18) numa caminhada longa pela avenida Weny Cavalcante até o bairro Jardim das Palmeiras, crianças, adolescentes e adultos gritaram por diversas vezes a palavra “Presente” pelo trajeto com o intuito de lembrar moradores da cidade sobre o combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A concentração reuniu cerca de mil pessoas e aconteceu na praça da Bíblia, e o percurso foi feito pela avenida Weny Cavalcante entrando na rua Titánio e finalizando na praça Nossa Senhora de Guadalupe, onde aconteceu também a festa de inauguração da praça.

Na ocasião autoridades de governo se fizeram presente, como o prefeito Jeová Andrade que comentou sobre a importância de alertar a sociedade com o tema “É uma luta de todos nós, é uma luta nacional, Canaã não pode ficar de fora para conscientizar a população da importância de preservar e respeitar os direitos de crianças e adolescentes, a preservação destes direitos é uma responsabilidade de toda a comunidade e nós de Canaã, não podemos ficar de fora.

O secretário de desenvolvimento Ronaldo Araújo esteve à frente da campanha e por diversas vezes falou sobre o combate durante a caminhada, alertando os moradores que paravam para ver o protesto nas ruas “A nossa sensação é de dever cumprido. Essa caminhada acontece todo o dia 18 de maio de todos os anos, ela é uma luta nacional, onde todos os municípios, todos os estados trabalham essa luta pelo direito sobre a violação e o combate da exploração sexual de crianças e adolescentes. Canaã dos Carajás hoje abraça essa causa através do nosso Conselho Tutelar e a Secretária de Desenvolvimento Social junto com o governo municipal também está nessa luta, não só hoje mas todos os dias através dos nossos projetos sociais desenvolvidos, através de várias atividades realizadas nas escolas com nossas crianças e nossos adolescentes e também trabalhamos a orientação para que acima de qualquer suspeita eles possam estar constatando nossos órgãos responsáveis para que seja feita as primeiras providências para que esse direito não seja violado” disse o secretário.

Ao final da caminhada já na praça de Nossa Senhora de Guadalupe a programação se estendeu com apresentações de teatro, corais de música e danças culturais realizadas pelos alunos das redes municipais de ensino que abrilhantaram a inauguração da praça, porém ainda alertando a população presente sobre o assunto do dia 18 de maio.
O dia 18 de maio virou lei nacional após uma criança de oito anos ter sido raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta em Vitória (ES) em 1973. 45 anos após o crime, o país para todos os anos nessa data para alertar a população sobre os direitos da criança e do adolescente.
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »