11/10/2022 às 10h07min - Atualizada em 11/10/2022 às 10h07min

ONU diz que ataques russos podem ter violado princípios do direito internacional

"Pedimos à Federação Russa que se abstenha de uma nova escalada e tome todas as medidas possíveis para evitar baixas civis e danos à infraestrutura civil", disse porta-voz da Organização

CNN Brasil

Os ataques de forças russas contra a Ucrânia, promovidos nesta segunda-feira (10), podem ter violado “princípios sobre a condução de hostilidades sob o Direito Internacional Humanitário”, disse um porta-voz do Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH).

“Estamos seriamente preocupados que alguns dos ataques pareçam ter como alvo infraestruturas civis críticas, indicando que esses ataques podem ter violado os princípios sobre a condução de hostilidades sob o direito internacional humanitário”, disse Ravina Shamdasani em entrevista coletiva nesta terça-feira (11).

 

“Pedimos à Federação Russa que se abstenha de uma nova escalada e tome todas as medidas possíveis para evitar baixas civis e danos à infraestrutura civil”, acrescentou.

A forças russas lançaram outra rodada de ataques com mísseis em todo território da Ucrânia, na manhã desta terça-feira (11), conforme informaram as Forças Armadas Ucranianas.

“O inimigo continua atacando a Ucrânia com armas de alta precisão”, dizia a postagem nas redes sociais.

Os mísseis foram lançados de dois porta-aviões por volta das 7h, em horário local. Os ucranianos afirmaram que quatro mísseis foram derrubados.

Sirenes de ataques aéreos soaram em várias regiões do país do Leste Europeu, com autoridades apelando aos moradores no aplicativo de mensagens Telegram para ficarem em abrigos.

“Um míssil foi derrubado em uma das regiões”, disse Oleksiy Kuleba, governador da região de Kiev.

“Explosões estão sendo ouvidas na região de Khmelnytsky”, expôs o chefe da administração militar regional de Khmelnytsky, Serhii Hamalii. Ele alegou que as defesas aéreas ucranianas derrubaram um drone.

A região de Vinnytsya “foi atingida”, indicou o governador Sergiy Borzov no Telegram.

Vitaliy Kim, governador de Mykolaiv, vinculou a enxurrada de ataques com mísseis ao novo comandante das forças russas na Ucrânia.

“Parece que o novo comandante do exército russo brincava demais de ‘alerta vermelho’ quando criança”, ironizou. “Seria melhor se ele lesse livros.”

No sábado (8), o Ministério da Defesa russo anunciou a nomeação de um novo comandante para o que chama de operação militar especial na Ucrânia, segundo a mídia estatal russa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »