31/01/2018 às 01h57min - Atualizada em 31/01/2018 às 01h57min

Recepcionista de hotel é preso por roubar joias em Canaã

Bruno achou que ia ganhar dinheiro fácil vendendo mercadoria roubada. PM prendeu também receptadores

- Jornal In Foco
A `Polícia Militar de Canaã dos Carajás fez a prisão de Bruno Moreira na noite desta terça-feira (30). O homem era, até sábado passado, recepcionista de um hotel em Canaã dos Carajás e se aproveitou do cargo que exercia para roubar milhares de reais em joias de uma cliente hospedada no estabelecimento. Ao ser preso, Bruno acabou revelando que vendeu os produtos roubados para outros três colegas seus e, por conta disso, já não estava em posse dos valiosos ornamentos.
 
A vítima do roubo esteve presente na Delegacia no momento da prisão. Ela contou que está hospedada no hotel desde o início do mês e evitava usar as joias justamente por ter medo de ser assaltada. Os produtos ficavam guardados dentro de uma bolsa no seu quarto. Segundo o relato, Bruno ouviu o momento em que ela contou para outro hóspede que tinha um Iphone com defeito em sua bolsa: “Ele ouviu e foi para roubar o celular. Chegando lá, encontrou as joias e acabou aproveitando para roubar tudo.”


Bruno, sem camisa, roubou e vendeu as joias. Lucas, ao centro, e Gesilene são acusados de receptação


Hugo também foi acusado de receptação

 
Ainda segundo a vítima, o comportamento de Bruno acabou lhe chamando a atenção: “Ele trabalhava no turno da noite e sempre ia gente lá no hotel cobrar dívidas dele. Até comentei com a proprietária essa situação.” A hóspede explicou também que custou a perceber que os seus pertences haviam sumido e não sabia ao certo em qual dia o fato aconteceu. O próprio Bruno explicou mais tarde que o crime foi cometido na última terça-feira (23).


 
Presente na operação que tirou o homem das ruas, o PM Lima falou sobre o acontecido: “Fomos acionados via telefone celular e fomos para o hotel. Depois de colher as características dele, fomos atrás e o encontramos em uma oficina no bairro João Pintinho. Após a captura, fizemos várias buscas nos lugares em que ele tinha vendido e encontramos alguns produtos na casa de mais três pessoas.”
 
Hugo, Lucas e Gesilene também foram presos e levados para a Delegacia de Polícia. Bruno responderá pelo crime de furto. Já os outros três, pelo crime de receptação. Os quatro seguem presos e aguardam decisão da justiça.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »