27/01/2018 às 11h06min - Atualizada em 27/01/2018 às 11h06min

Sábado começa com dois homicídios na madrugada

Fonte: DOL (Diário Online)

No início da madrugada de sábado (27), um carro prata com homens agiu na Rua Roberto Regateiro, no bairro Mangueirão. Alexandre Oliveira de Souza, 20 anos, foi a vítima dos homicidas. O jovem morreu na hora.

Militares do 24º BPM, isolaram a área até a chegada dos investigadores da Divisão de Homicídios (DH), e peritos do Instituto de Criminalística. Apesar de haver vários curiosos, imperava a lei do silêncio no local do crime, o que dificultou o trabalho da Polícia. Segundo a PM, Alexandre já tinha passagem pela polícia, por isso o assassinato pode ter ligação com a vida de crimes que ele levava.

“Ele certamente foi executado, encontramos seis entradas de projéteis em diversos locais do corpo da vítima, e como os locais que os tiros acertaram eram bastante letais, podemos dizer que foi uma execução”, relatou o Perito Criminal Marco Antônio Ferreira.

O corpo de Alexandre Oliveira de Souza foi removido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

VIGILANTE É ASSASSINADO EM MARITUBA

Uma hora antes, no município de Marituba, um vigilante identificado como Elias Silva Lobo de 43 anos, foi executado com vários tiros, em Marituba. O crime aconteceu na Rua Parque das Palmeiras, no bairro Nova Decouville. De acordo com a PM, ele estava fazendo rondas no local e foi surpreendido por bandidos que atiraram contra ele. A moto e a arma da vítima não foram levados pelos bandidos, o que caracterizou uma execução. Na ação, outro vigilante que estava com Elias, também foi baleado.

“Eram dois vigilantes, ambos faziam rondas quando eles estavam chegando no final da alameda São José, eles foram surpreendidos por bandidos que estavam entocados no mato. Estas pessoas foram bastante agressivas e desferiram muitos tiros contra as vítimas, os dois foram atingidos, sendo que apenas um morreu no local, o outro soubemos que foi socorrido em estado grave. A maioria dos disparos foram por trás, ou seja, eles não tiveram a menor chance de defesa” Relatou o Perito Criminal Robson Nunes.

No local do crime foram encontrados estojos de pistola ponto 40 e pistola 380. Além da moto e a arma do vigilante. A Divisão de Homicídios (DH), deverá investigar as duas execuções.

(Paulo Magno/RBATV)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »