26/01/2018 às 13h17min - Atualizada em 26/01/2018 às 13h17min

Depois de levar a pior em luta contra trabalhador, menor de idade é preso pela PM em Canaã

Jovem roubou motocicleta de professora da Rede Municipal de Educação e cometeu outros assaltos na cidade antes de ser preso

- Jornal In Foco
 
“Meu filho tem 17 anos. Ele tem passagens pela Polícia, mas essa é a primeira vez que é por roubo. Descobri há pouco tempo que ele é dependente químico e usa maconha. Eu me sinto muito triste.”
 
Esse é o lamento da mãe do menor de idade preso na manhã desta sexta-feira (26) em Canaã dos Carajás. A mulher, que pediu para não ser identificada, estava visivelmente abalada com a situação e admitiu que o filho é usuário de drogas.
 
Já nas primeiras horas da manhã de sexta, dois jovens roubaram a motocicleta de uma professora da Rede Pública Municipal de Educação. A dupla estava armada e levou consigo o veículo Honda Bros. A Polícia Militar foi acionada de imediato e as buscas pelos acusados tiveram início em toda a cidade.
 
Se aproveitando do veículo, os dois promoveram uma manhã de terror em várias bairros da cidade. Algumas pessoas se tornaram vítimas dos dois e viram seus celulares serem roubados pelos criminosos. Como o crime não compensa, uma das vítimas reagiu e levou a melhor em uma luta corporal contra o menor de idade.
 
O trabalhador conseguiu, de forma heroica, imobilizar o seu algoz. A Polícia Militar foi acionada e a prisão foi feita. Já na Delegacia de Polícia, o comandante da PM, Tenente Guimarães, falou sobre o caso: “Nós recebemos bem cedo a informação desse roubo, ficamos atentos e fizemos o cerco em toda a cidade. Infelizmente, eles ainda conseguiram cometer outros crimes em vários bairros. Fomos informados da luta corporal e, como a guarnição estava perto do local, os policias já fizeram a apreensão do menor de idade. Com ele, conseguimos recuperar a moto, cinco celulares e o revólver calibre 32.”




 
O comandante explicou também que o outro comparsa conseguiu escapar e não estava próximo ao menor de idade no momento da apreensão. De acordo com o tenente, a PM continua atenta e as buscas continuam ao jovem.
 
Chegando na delegacia, o menor preso estava visivelmente fora de si e chegou a ofender alguns profissionais de imprensa. A mãe também falou à reportagem sobre a maneira que ficou sabendo da prisão: “Eu não sei explicar como aconteceu. Estava em casa dormindo e um conhecido bateu na porta do meu quarto para avisar. Eu trabalho 24 horas por dia e ele ainda faz essas coisas. Eu chego 11 ou 12 horas da noite em casa. Você está trabalhando e não tem como ver o que o seu filho está fazendo. Saio cedo e só chego tarde. É muito triste.”
 
O menor segue preso e aguarda agora decisão da justiça.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »