31/07/2017

Chico Buarque - "Tua Cantiga" (Clipe Oficial)

Música

"Tua Cantiga", novo single de Chico Buarque, está disponível a partir de hoje em todas as plataformas digitais. A canção, que integra o álbum "Caravanas", tem letra de Chico e melodia do pianista Cristóvão Bastos, seu parceiro na hoje clássica "Todo o Sentimento", de 1987. Ouça agora "Tua Cantiga" nas plataformas digitais: Apple Music http://apple.co/2uJrVcm iTunes https://itun.es/br/uabjlb Spotify http://spoti.fi/2tJVs4C Deezer http://bit.ly/2v6nIlq Napster http://bit.ly/2uFawmL Google Play http://bit.ly/2tJPIaX Com letra de Chico e melodia do pianista Cristóvão Bastos, a canção ganhou videoclipe inédito de Bruno Tinoco que revela o clima intimista em que o disco foi gravado, nos estúdios da Biscoito Fino. Ficha Técnica Produção: Vudoo Filmes Produção Executiva: André Wainer e Luiz Porto Direção: Bruno Tinoco Direção de Fotografia: Rodrigo Assad Operador de Câmera e Ronin: Micael Hocherman Produtor: Thiago Galdino Assistente de Câmera: Daniel Borges Edição: André Wainer Colorista: Glauco Guicon Arranjo e piano: Cristovão Bastos Baixo: Jorge Helder Bateria e percussão: Jurim Moreira Produção: Vinícius França Siga Chico Buarque no Spotify: http://spoti.fi/2eLqmqI Inscreva-se no canal da Biscoito Fino: https://goo.gl/1v4YpJ Siga a Biscoito Fino nas redes sociais: https://www.facebook.com/gravadorabiscoitofino/ Tua Cantiga Autoria: Chico Buarque/ Cristovão Bastos Letra: Quando te der saudade de mim Quando tua garganta apertar Basta dar um suspiro Que eu vou ligeiro Te consolar Se o teu vigia se alvoroçar E estrada afora te conduzir Basta soprar meu nome Com teu perfume Pra me atrair Se as tuas noites não têm mais fim Se um desalmado te faz chorar Deixa cair um lenço Que eu te alcanço Em qualquer lugar Quando teu coração suplicar Ou quando teu capricho exigir Largo mulher e filhos E de joelhos Vou te seguir Na nossa casa Serás rainha Serás cruel, talvez Vais fazer manha Me aperrear E eu, sempre mais feliz Silentemente Vou te deitar Na cama que arrumei Pisando em plumas Toda manhã Eu te despertarei Quando te der saudade de mim Quando tua garganta apertar Basta dar um suspiro Que eu vou ligeiro Te consolar Se o teu vigia se alvoroçar E estrada afora te conduzir Basta soprar meu nome Com teu perfume Pra me atrair Entre suspiros Pode outro nome Dos lábios te escapar Terei ciúme Até de mim No espelho a te abraçar Mas teu amante Sempre serei Mais do que hoje sou Ou estas rimas Não escrevi Nem ninguém nunca amou Se as tuas noites não têm mais fim Se um desalmado te faz chorar Deixa cair um lenço Que eu te alcanço Em qualquer lugar E quando o nosso tempo passar Quando eu não estiver mais aqui Lembra-te, minha nega Desta cantiga Que fiz pra ti

Link
Assista também »
Comentários »