22/09/2017 às 15h11min - Atualizada em 22/09/2017 às 15h11min

Operação da PM prende acusados de assalto a ônibus e estupro

Babuíno é acusado de assaltar, junto com o primo e outros comparsas, dois ônibus que viajavam em direção à Goiânia. Não satisfeito com o roubo, o elemento ainda estuprou uma passageira

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Uma gangue de pelo menos quatro homens promoveu momentos de verdadeiro pânico para os passageiros de dois ônibus que iam em direção à Goiânia, pela estrada do Posto 70. Os dois veículos, das empresas Real Maia e da Viação Aguatur, partiram nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (21) e viajavam pela estrada em velocidade média quando foram obrigados a parar pelos elementos. A partir daí, o caos começou.
 
De forma impaciente, os assaltantes levaram pertences de valor e dinheiro dos passageiros. As vítimas obedeceram aos comandos dos marginais e ninguém tentou reagir ao assalto. Apesar da colaboração, Ailton Batista Rodrigues, o Babuíno, achou que o crime não estava de bom tamanho e estuprou uma mulher de forma brutal e covarde.
 
Depois do ato, os assaltantes fugiram e a Polícia Militar foi acionada. Os policiais chegaram rapidamente ao local do crime e perseguiram os criminosos pela mata por mais de cinco quilômetros. Apesar das intensas buscas, os criminosos conseguiram escapar. A PM investigou, em parceria com a Polícia Civil, os rastros deixados pelos bandidos em toda a cidade, visitando parentes e conhecidos. Ao ver que o cerco das investigações estava se fechando, Babuíno se entregou na tarde do mesmo dia, por volta das 3 da tarde, e confessou os crimes.
 
O primo do criminoso, Francisco Rodrigues, também foi preso pelo assalto. Os dois se encontram detidos na Delegacia de Polícia, a disposição da justiça.


 
Outro fato lamentável ficou por conta do descaso da empresa Real Maia com a vítima de estupro. O ônibus não retornou para Canaã para prestar o devido socorro à mulher. Ela só conseguiu voltar à cidade quando um conhecido seu passou pelo local e a trouxe de volta para o devido atendimento.
 
Procuramos a sede da empresa em Canaã, mas fomos informados de que nenhum funcionário local tem autorização para falar com a imprensa. De acordo com informações, a ordem para seguir viagem veio de cima e o motorista apenas a cumpriu.


 
Em entrevista, o comandante da PM em Canaã, tenente Guimarães, falou sobre o caso e garantiu que as rondas estão sendo feitas no município e que haverá uma intensificação nas operações nas estradas vicinais para que evitar este tipo de crime: “Nós fizemos a busca pelos meliantes em matas e pastos na área do assalto, não encontramos nada. Até que recebemos uma informação da população dando conta de que o Babuíno estava em uma residência. Não encontramos nada lá também, mas após isso começamos a investigar em vários endereços que já tínhamos pontuado dele. Em um destes, encontramos o primo dele, também suspeito de participar do assalto, levamos para a Depol e ele foi reconhecido. Logo depois o Babuíno se entregou. Os dois foram autuados em flagrante e reconhecidos pela vítima do estupro. Os outros envolvidos certamente serão presos. Vamos mudar nossa estratégia agora e fazer essa operação todos os dias.”


 
Para mais um crime que chocou a sociedade, a PM dá a devida resposta com trabalho. Vale ressaltar também a importância das ocorrências e das denúncias. Só assim, o combate ao crime poderá ser feito de maneira mais eficiente.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »