12/07/2017 às 22h46min - Atualizada em 12/07/2017 às 22h46min

Foi praticar saidinha de banco e levou a pior

Sílvia Lopes - Jornal In Foco
Era para ser mais uma tarde crimes para Dalvam Almeida de Souza de 25 anos, se não fosse um motorista de uma camionete.
Uma fazendeira  acabava de deixar uma agência bancária localizada na Av. Brasil no centro de Redenção, onde havia efetuado o saque de uma grande quantia em dinheiro, quando Dalvam surgiu e anunciou o assalto.

Ele estava acompanhado de um comparsa que o aguardava em uma motocicleta há poucos metros do local.

O que Dalvan não esperava é que toda a ação foi presenciada por um motorista que passava pelo local no exato momento do assalto, sem pensar duas vezes, o homem efetuou um único disparo que lhe atingiu o fêmur. Caído ao chão, o assaltante gritava o tempo todo, “Socorro, me dá água, tá doendo muito, eu quero minha mãe”, no entanto, quem apareceu foi uma guarnição da polícia militar que o conduziu para o Hospital Regional, onde foi constatado pelos médicos, esmagamento do fêmur.

Ao ver a consequência do assalto, o comparsa fugiu deixando o parceiro de crime.

Dalvam é natural do município de Colinas do Tocantins onde já havia cumprido prisão temporária e há 3 meses estava em liberdade.

Após o ocorrido, a fazendeira ficou em estado  de choque, é que essa era a segunda vez, em menos de três meses,  que ela era vítima de assalto. Em maio deste ano, dois homens armados a abordaram quando ela entrava em sua residência com um pacote contendo cerca de  R$ 74 mil em dinheiro que ela também havia acabado de sacar em uma agência bancária na cidade.
Dalvam, já está à disposição da justiça.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »