25/06/2017 às 17h58min - Atualizada em 25/06/2017 às 17h58min

Vila Planalto recebe a 1ª Sessão Itinerante do legislativo

Após um dia repleto de ações sociais, 19ª Sessão Ordinária é realizada na Vila Planalto

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Com o tema “O legislativo mais perto do povo”, a 1º Sessão Itinerante da Câmara Municipal foi realizada neste sábado, 24, no ginásio da escola Adelaide Molinari, na Vila Planalto. Após o sucesso absoluto das ações sociais realizadas no bairro, onde mais de 400 atendimentos foram feitos no decorrer de todo o dia, os moradores locais tiveram a oportunidade de prestigiar a 19ª Sessão Ordinária do Legislativo em 2017. Apesar da divulgação antecipada da sessão, o ginásio da escola não contou com o público aguardado.
 
Algumas personalidades locais estiveram presentes: o prefeito Jeová Andrade, o vice-prefeito Alexandre Pereira, os secretários Agnaldo Costa, Jurandir José, Simone Aparecida, Alexânia Santos, Uescley de Amorim, André Souza e Divino de Souza, além do procurador do munício Hugo Leonardo, do ex-prefeito Anuar Alves e dos presidentes José de Ribamar, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Canaã dos Carajás e Raimundo Reis, da Associação de Produtores Rurais de Canaã dos Carajás.
 
Indicações ao executivo
 
Durante o pleito da iniciativa inédita, algumas indicações ao executivo foram aprovadas pela casa. Os vereadores aproveitaram a sessão itinerante na Vila para indicar necessidades locais ao governo.
 
Indicação 057/2017 – De autoria do vereador Élio do Líder (PMDB). Propõe ao executivo que construa um Núcleo de Educação Infantil na Vila Planalto. Aprovada por unanimidade.
 
Indicação 059/2017 – De autoria do vereador Anderson Mendes (PTB). Pede ao executivo que construa uma praça arborizada com academia ao ar livre na Vila Planalto. Aprovada por unanimidade.
 
Indicação 060/2017 – De autoria do vereador Junior Garra (PR). Pede ao executivo que crie um bosque com completa infraestrutura na Vila Planalto. Aprovada por unanimidade.
 
Indicação 062/2017 – De autoria da vereadora Vânia Mascarenhas (PDT). Pede ao executivo que conclua a construção do campo, construa uma quadra coberta, uma horta comunitária e um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos na Vila Planalto. Aprovada por unanimidade
 
Indicação 063/2017 – De autoria do vereador João Batista (PT). Pede ao executivo que construa um campo sintético, revitalize e cuide da manutenção da rotatória da Vila Planalto. Aprovada por unanimidade
 
Indicação 064/2017 – De autoria do vereador João Nunes (PMDB). Pede ao executivo que construa mais lombadas na Vila Planalto. Aprovada por unanimidade.
 
Indicação 065/2017 – De autoria do vereador Gesiel Ribeiro (PHS) – Pede ao executivo que traga uma equipe permanente do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para a Vila Planalto. Aprovada por unanimidade.
 
Indicação verbal – O vereador Wilson Leite (PDT) fez uma indicação verbal ao executivo e solicitou que a Vila fosse elevada a um distrito de Canaã. O vereador justificou a indicação como uma descentralização de poder, que auxiliaria a comunidade em melhorias.
 
Grande expediente
 
Durante o grande expediente da sessão, alguns representantes da comunidade fizeram o uso da tribuna para falar de algumas questões referentes à melhorias na vila. De início, Raimundo Reis, presidente da Associação de Produtores Rurais de Canaã dos Carajás, tomou a palavra e falou dos desafios que os produtores rurais têm enfrentado no município e, mesmo assim, têm conseguido resultados positivos. José Ribamar, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Canaã, falou de alguns problemas que a comunidade enfrenta e disse: “A vila precisa de um representante que olhe por ela.”
 
Wilson Leite usou o seu tempo em tribuna para falar do volume de investimentos que a mineradora Vale fez no município: “A Vale investiu mais de R$ 20 bilhões no projeto e disso ficou muito pouco. O social ficou muito pouco e temos problemas na saúde, educação, assistência social” disse o legislador. O pedetista ainda pediu ao prefeito prioridade na saúde pública do município.
 
Baiano do Hospital (PHS) também fez o uso da tribuna e, aproveitou a presença da Polícia Militar no local, para falar da necessidade de um posto fixo da PM na Vila Planalto. O legislador convidou ainda o prefeito para participar da luta junto ao estado por mais segurança no local. O vereador Gesiel Ribeiro aproveitou o seu tempo para fazer uma reflexão acerca da ausência de público na sessão. Segundo o Gesiel, isso acontece pelo momento de descrédito que passa a política no Brasil e que o político precisa buscar o seu crédito junto ao povo.
 
A vereadora Vânia Mascarenhas, em sua fala, não poupou palavras ao cobrar, de forma veemente melhorias para o prefeito Jeová Andrade: “Eu ainda tenho 3 anos e 6 meses de mandato e não vejo a hora de chegar ao final. Não é que eu não esteja gostando, é que o povo está sofrendo e eu não posso fazer nada. Para mim, isso é falta de amor ao próximo”. Vânia disse ainda que, apesar das melhorias realizadas no lugar, poderia ter sido muito mais: “Eu tenho que lhe parabenizar por algumas melhorias, mas o senhor deveria ter feito mais, pois dinheiro entrou e não foi pouco. E eu vou passar esses 3 anos e meio cobrando o senhor” concluiu.
 
Quem também mostrou bastante indignação foi o presidente da Câmara, Junior Garra. Ele cobrou dos outros vereadores a presença e o trabalho de mobilização de pessoas por parte de seus assessores na sessão itinerante. “Cada vereador tem 6 assessores, isso vai dar um total de 78 assessores. Se cada assessor tivesse trazido uma pessoa, nós teríamos uma sessão lotada. O meu sentimento é de insatisfação com isso” disse. Junior Garra externou ainda a sua insatisfação com outros 2 colegas: “Eu queria chamar a atenção também dos vereadores Wilson Leite e Anderson Mendes. Vocês dois se intitulam ‘Os vereadores da Vila Bom Jesus’, onde está a população da Vila Bom Jesus? Não foi mobilizado nenhum morador para estar aqui. Se eu tivesse tido ajuda dos outros vereadores, essa casa estaria cheia” concluiu.
 
Em entrevista ao Jornal In Foco, Junior Garra falou sobre o saldo final da ação social e da sessão itinerante: “É uma sensação de dever cumprido. Mais de 400 pessoas atendidas aqui nos serviços oferecidos ao longo do dia e à noite tivemos a sessão, onde a maioria dos vereadores fez indicações para melhorias da Vila Planalto e região.” Quando questionado sobre as suas palavras insatisfeitas acerca da sessão, ele disse: “Nós, do poder legislativo, somos 13 vereadores, infelizmente eu não pude contar com o apoio de todos os vereadores. Com certeza, se houvesse a participação, a mobilização por parte dos vereadores teríamos um público bem maior. O saldo, no entanto, é muito bom. E, apesar de não haver um público tão grande na sessão, o que veio foi suficiente para levantar as demandas para serem passadas ao executivo” concluiu o presidente.
 
A maioria dos vereadores esteve presente na sessão, a única ausência foi a do vereador Walter Diniz (PMDB) por problemas de saúde.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »