23/06/2017 às 16h46min - Atualizada em 23/06/2017 às 16h46min

Professor de educação física da escola Benedita Torres é acusado de aliciar criança de 11 anos

O educador foi conduzido à Depol para prestar depoimento

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Em uma semana tumultuada de más notícias para as crianças no sul do Pará, um professor de Educação Física da escola Benedita Torres, localizada no bairro Novo Brasil, foi acusado de aliciar uma garota de 11 anos. A vítima era sua aluna e, segundo informações, o professor, até agora reconhecido apenas como Emerson, estaria trocando mensagens com a menor por telefone. A mãe da menina teria descoberto tudo e denunciado Emerson. A Polícia Civil esteve na escola na tarde desta quinta-feira, 22, e conduziu o professor para prestar depoimento na Delegacia de Polícia de Canaã dos Carajás.
 
Por se tratar de um caso envolvendo uma menor de idade, o processo ocorre em segredo de justiça. O delegado Bruno, no entanto, disse em entrevista que algumas provas foram, de fato, apresentadas. “As denúncias chegaram até a Depol e nós estamos investigando. Por se tratar de criança, não podemos divulgar maiores informações, mas a Polícia Civil está fazendo de tudo para identificar a autoria deste delito e verificar a veracidade dos fatos” disse o delegado. Apesar das denúncias, no entanto, Emerson não ficou detido: “O professor foi intimado para dar depoimento e falar a versão dele, ou até mesmo não falar, pois ele tem o direito de permanecer calado. Dentro disso, faremos a investigação e vamos buscar desvendar todo o fato ocorrido, se há ou não crime e trazer a solução para esse caso” concluiu o policial.
 
A reportagem do Jornal In Foco esteve presente na escola Benedita Torres para apurar mais fatos sobre a denúncia. Segundo informações, o professor se encontra afastado do cargo no momento. Os diretores não estavam presentes no momento, mas a vice-diretora Endy Barreto disse que a escola não se manifestaria até que houvesse uma conclusão, já que as investigações ocorrerem em segredo. “Nós não temos autorização para falar ainda, por se tratar de uma menor, mas assim que tivermos pudermos liberar alguma informação, nós já passaremos para vocês. Nós estamos profundamente tristes com essa situação, é uma exposição muito negativa da escola” Quando perguntada sobre o impacto da notícia sobre as outras crianças ela falou: “Ele foi levado por volta das 12 horas e as crianças estavam na sala de aula, portanto o número de crianças que viram o acontecido, felizmente, não foi tão grande. Nós não trabalhamos para que haja este tipo de escândalo, nós somos uma instituição educadora” concluiu.
 
A escola Benedita Torres possui mais de 1600 alunos matriculados, a maior parte menores de idade, entre 4 e 17 anos. Segundo informações da secretaria da escola, o professor leciona para as turmas do 5º e 6º ano. Os funcionários se mostraram bastante abalados e surpresos com a notícia. A idade de Emerson não foi revelada ainda pela instituição. O conselho tutelar está acompanhando o caso de perto e, ainda de acordo com informações passadas, a instituição promoverá uma reunião entre os funcionários na tarde desta sexta-feira, 23.
 
O Jornal In Foco acompanhará o caso de perto e trará novidades sobre a investigação, assim que divulgadas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »