15/06/2017 às 20h53min - Atualizada em 15/06/2017 às 20h53min

Centro de Perícias Científicas Renato Chaves divulga primeiros laudos sobre o caso da Fazenda Santa Lúcia

Silvia Lopes - Jornal In Foco
O resultado da perícia feita nos corpos dos mortos na fazenda santa lúcia no município de Pau D’Arco, sudeste do estado. O  laudo feito nos 10 corpos revelou que nove dos sem terra foram baleados no peito. Já Jane foi alvejada com um tiro na cabeça. A informação foi divulgada durante uma entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (14), que apresentou os resultados dos exames de local de crime sem cadáver, laudos necroscópicos, laudos dos coletes balísticos, laudos de dano ao patrimônio da fazenda, laudo de danos e identificação veicular de 11 veículos que estavam na propriedade.
O laudo concluiu ainda que todos os tiros foram feitos a distância. Os coletos dos 29 policiais que participaram da operação que também foram coletados para perícia, não apresentaram marcas de balas. O  próximo passo agora será a reconstituição do crime. O diretor do Instituto Médico Legal (IML),  disse que os peritos não têm certeza se as mortes ocorreram no local indicado pelos policiais durante o confronto. E que a remoção dos corpos sem o auxílio de especialistas,  prejudicou o trabalho da perícia.
O fato ocorreu no último dia 24 de abril, quando as polícias civil e militar foram até a fazenda que fica distante cerca de 60 quilômetros de Redenção, para cumprir 16 mandados judiciais, referente à morte de um vigilante, assassinado por membros de um grupo de acampados nos arredores da fazenda no dia 30 de abril. Ainda faltam os laudos de balísticas de 53 armas de fogo, para saber de quais armas partiram os disparos. Para o Governo do Pará , os laudos por si só, não ajudam a entender o que ocorreu na fazenda.  6 dos 10 mortos na fazenda estavam com mandados de prisão decretados pela justiça acusados de homicídio, associação criminosa e incêndio.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »