16/02/2018 às 01h54min - Atualizada em 16/02/2018 às 01h54min

Em sessão lotada, vereadores mostram apoio aos servidores públicos de Canaã

Após manifestos ao longo do dia, servidores municipais lotam sessão ordinária e cobram reajuste salarial

- Jornal In Foco
Mais um capítulo da história dos servidores públicos municipais buscando reajuste salarial aconteceu na noite desta quinta-feira (15), em Canaã dos Carajás. Centenas de funcionários, de várias pastas do governo, lotaram a Câmara Municipal na 2ª Sessão Ordinária do ano para continuar as manifestações feitas durante todo o dia. Em pauta, o pedido de reajuste acima do índice da inflação. De acordo com os servidores, os salários vêm acumulando perdas inflacionárias ao longo dos últimos anos.
 
A classe teve a oportunidade de ser ouvida. Dois representantes tiveram tempo em tribuna para explicar os motivos das manifestações que precedem a greve marcada para a próxima segunda-feira (19).
 
Segundo o professor Valder Almeida, os pisos salariais previstos em lei precisam ser cumpridos pelo município: “Até quando a falta de ISS vai ser uma justificativa para que não haja um reajuste nos salários? Não tem a menor condição de um município rico desses passar por uma situação como essa.”


 
Já Sheury Barros, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, foi bastante aplaudida pelos colegas de classe. Em sua fala, a presidente falou sobre algumas denúncias de assédio moral acontecendo em algumas secretarias de governo. Sheury se colocou à disposição dos colegas para qualquer tipo de problema: “O nosso foco é devolver a dignidade ao servidor público de Canaã dos Carajás. Não estamos de brincadeira. Se o Jeová não andar na linha com o servidor, ele achou um grande problema pra ele.”


 
Wilson Leite (PDT), líder do governo, afirmou que o momento é de união de forças: “Muitos podem estranhar a minha posição como líder do governo, mas eu não sou da torcida do ‘quanto pior melhor’. Nosso patrimônio maior é o servidor e a população. Tive uma conversa com o prefeito Jeová e ele mostrou disposição para tomar certas medidas e atitudes que vão mudar a vida do cidadão. É necessário que todos deem as mãos e encontrem um denominador comum. Tenho certeza que nessa sexta haverá uma proposta convincente.”


 
Já o presidente Junior Garra (PR), fez um desabafo em tribuna. O vereador comentou sobre um áudio seu amplamente divulgado em vários veículos de comunicação local. De acordo com Garra, a frase dita estava fora de contexto. O presidente criticou alguns setores da imprensa que distorcem as falas: “Eu sou a favor do servidor. Sempre fui e sempre serei.” Aproveitando a ocasião, Garra mostrou o vídeo original e todo o contexto da frase.


 
Gesiel Ribeiro (PHS) também se mostrou favorável à luta dos servidores: “Eu quero dizer aos senhores que o que está sendo discutido aqui hoje não era para estar acontecendo. É necessário sentar e encontrar o melhor caminho para todos.”     


 
No Pequeno Expediente, os vereadores aprovaram, por unanimidade, uma indicação do vereador Élio do Líder (PMDB). A proposta pedia que o executivo construísse uma ponte sobre o Rio Plaquê.
 
Todos os vereadores, à exceção de Maria Pereira (PDT) e Anderson Mendes (PTB), estiveram presentes. A próxima sessão ordinária acontecerá na terça-feira (20), às 18:00.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »