16/01/2018 às 20h50min - Atualizada em 16/01/2018 às 20h50min

Colheita do milho surpreende e venda do produto se torna alternativa de renda em Canaã

Para vencer a crise, produtores apostam no comércio do milho assado e cozido. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Rural, mais de 9 mil sacas foram colhidas em 2017

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Foto de capa: Reprodução
A produção do milho em Canaã dos Carajás conseguiu excelentes resultados no ano de 2017. De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, mais de 9 mil sacas do grão foram colhidas na safra do ano. Resultados tão bons, animaram o produtor rural local. Mais do que nos anos anteriores, o comércio do milho cozido e assado acabou se tornando uma boa alternativa econômica para vencer a crise.
 
Apostando no produto, o senhor Paulo não pensou duas vezes: pôs a churrasqueira na esquina e começou a vender o milho assado. Com uma boa clientela, o vendedor disse que as vendas vão muito bem: “Graças a Deus estou conseguindo um bom dinheiro nessa temporada. A produção foi boa e acho que vale a pena trabalhar aqui pra tentar uma grana extra. Vendo milho todos os anos, mas esse ano está bem melhor.”


 
O secretário municipal de desenvolvimento rural, Divino Sousa, falou sobre a produção do grão no ano: “De certa forma, fiquei até surpreso com a quantidade de milho que colhemos. Nosso apoio não tem sido tão grande, não chega na hora certa, às vezes até atropelamos o calendário agrícola, mas, com todas as deficiências, tivemos números significativos. Somente o produtor Luis Mariano colheu 2200 sacas.”
 
Divino também falou sobre a parceria da pasta com os agricultores: “Nós fomos parceiros. Ajudamos alguns na mecanização da produção, na colheita e em vários aspectos. Isso está provando que a agricultura é viável, que a nossa terra, apesar de cansada, com um pouco de tratamento pode dar uma resposta positiva. Um dos produtores que auxiliamos, o ‘Piranha’, é assentado e, diferente de muitos que desistiram, ele continuou na terra e está produzindo. Ele colheu uma quantidade expressiva e o mais interessante é que o milho é consumido dentro da própria propriedade, já que ele tem uma criação de aves, que também somos parceiros, e usa o grão como ração. São ações que a gente é parceiro e tem muito orgulho por ser.”


 
Ao final, o secretário concluiu falando sobre a alternativa econômica possível na agricultura: “Eu falo sempre sobre isso: sou feliz porque temos a mineração, muitos municípios queriam ter, mas eu quero lembrar que antes da mineração Canaã oferecia certa condição para se viver com dignidade. Nós temos que nos preparar, pois a mineração tem seu ciclo e um dia vai passar. Esperamos que demore muito para acabar, mas independente da mineração estar aqui ou não, se ela está brilhando, é bom que brilhe em paralelo a agricultura e a agropecuária. E vamos trabalhar para que isso cresça mais a cada dia.”
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »