13/05/2022 às 09h10min - Atualizada em 13/05/2022 às 09h10min

Aplicação de multas por direção e celular dobra no Pará

A PRF-PA divulgou o balanço de multas aplicadas este ano nas rodovias federais que cortam o Pará.

dol

No Brasil, a cada hora 28 motoristas são multados por estarem dirigindo e usando o celular ao mesmo tempo. No ano passado, foram 246.438 autos de infração de trânsito do tipo, segundo o Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf).

O problema é que os dados representam apenas a "ponta do iceberg" de uma irregularidade que é bastante comum nas ruas, avenidas e estradas em todo o país. Isto porque o total de autos apontados pelo Renainf mostram apenas as situações que floram flagradas no trânsito. Há muitos motoristas que cometem a infração e não são autuados.

 

Nesta quinta-feira (12), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou um balanço em que afirma um aumento de 96% no número de autuações por uso de celular ao volante nas rodovias e estradas federais que cortam e interligam o Pará este ano.

Vídeo: vereador morre em grave acidente na Transamazônica

De 1º de janeiro de 2022 até hoje (12 de maio), foram 63 autos de infração por direção e uso de celular nas BRs, segundo a PRF-PA. O quantitativo é quase o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano passado, quando os policiais rodoviários federais autuaram 33 motoristas infratores que usavam o celular ao dirigir pelas rodovias e estradas federais do território paraense. O ano de 2021 fechou com 149 autos pela PRF no Pará.

A PRF-PA destacou que o cenário é preocupante para a segurança nas BRs do Estado. "A combinação de direção e celular é uma das maiores causas de mortes no trânsito do Brasil, ficando atrás apenas do excesso de velocidade e do consumo de álcool pelos motoristas", diz o texto da polícia rodoviária federal.

A infração é considerada gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira de Nacional de Habilitação (CNH). O uso de celular inclui manuseio, atender chamadas e ligações, mesmo que com fones de ouvido e função viva-voz. "Um condutor perde, no mínimo, cerca de três segundos de atenção ao desviar seu olhar para o aparelho. Se estiver a 60 km/h terá percorrido uma distância de 50 metros sem a devida atenção na direção, tempo suficiente para ocasionar acidentes graves e mortes no trânsito", ressalta a PRF-PA.

Vídeo: Câmeras flagram mulher abandonando gatos em rua de Belém

O uso de aplicativos de GPS é permitido desde que o celular esteja obrigatoriamente fixado em um suporte localizado no para-brisa ou no painel do veículo. As condutas relacionadas ao uso de celular ao volante se aplicam mesmo que o veículo esteja parado no semáforo.

Acidentes

Apesar do aumento de casos de uso de celular ao volante, a quantidade de acidentes nas rodovias federais do Pará foi reduzida em 2%, desde 1º de janeiro de 2022 até ontem (11).

Veja quem pode sacar R$ 1 mil do FGTS até sábado (14)

A PRF registrou também uma redução de 10% no número de acidentes graves e de 20% no número de mortes nas estradas e rodovias federais paraenses. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »