23/05/2017 às 17h36min - Atualizada em 23/05/2017 às 17h36min

Assassino do advogado Wander é morto dentro de presídio em Marabá

O crime aconteceu em 2010 e o bandido cumpria pena na cidade

Silvia Lopes - Jornal In Foco
O presidiário Nike Vonne Santana foi morto no presídio de Marabá, na tarde do último domingo, 21. O detento foi espancado e enforcado pelos próprios companheiros de cela. Nikie havia sido condenado a cumprir 19 anos de prisão pela morte do advogado Wander José de Sousa.
 
O presidiário havia sido transferido para o Centro de Recuperação Regional Agrícola Mariano Antunes, em Marabá, logo após liderar uma rebelião na ala carcerária do presídio de Redenção.
 
O assassinato do advogado criminalista, que era natural de Ibiá, Minas Gerais, ocorreu em setembro de 2010, quando o magistrado chegava em um hotel da qual era proprietário. Wander foi atingido com um tiro na cabeça e morreu na hora. O crime chocou a cidade na época. O advogado foi o primeiro presidente e um dos fundadores da OAB, subseção Redenção.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »