20/01/2022 às 11h55min - Atualizada em 20/01/2022 às 11h55min

Mais de 263 mil famílias paraenses terão direito ao vale-gás

Em todo o país, 5 milhões irão receber o recurso que garante a compra do botijão de gás de cozinha. Saiba como consultar o pagamento e os critérios para receber o recurso!

Dol

Adisparada no preço do gás de cozinha tem levado famílias a cozinhar com lenha, álcool e carvão em várias regiões do país, onde o valor do botijão pode representar até 12% do salário-mínimo. Para ajudar essas famílias, começou a ser pago ontem (19) o “vale gás”, no valor de R$ 52. No Pará, o número de famílias que serão alcançadas por este auxílio é de 263 mil, mas o valor para a compra de um botijão não cobre nem a metade do custo do produto. Em muitos municípios no Estado o gás de cozinha já está custando R$ 130,00.

Auxílio Brasil e Vale-Gás são pagos hoje; veja quem recebe

Um levantamento feito pelo escritório paraense do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos (Dieese) mostra que, em Belém, até o mês passado, quem ganhava até um salário-mínimo (R$ 1.100,00 que vigorou até 31.12.2021) tinha um impacto de quase 10% ao mês na compra de um botijão de gás de cozinha de 13 kg. Os beneficiários receberão, a cada dois meses, o valor que corresponde a quase 50% do preço médio nacional de revenda do botijão de 13 kg. Média de preço é divulgada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural eBiocombustíveis (ANP).

Auxílio Brasil: beneficiários com NIS 3 recebem nesta quinta

De acordo com o Ministério da Cidadania, neste mês, em todo o Brasil, o número de famílias que estão sendo alcançadas pelo vale gás é de 5,47 milhões, com um montante a ser pago de quase R$ 285 milhões de reais. Na região Norte, o número de famílias a serem beneficiadas chega a 535 mil com um montante de quase R$ 28 milhões, o terceiro maior número de beneficiários do país. Para o pagamento do vale aos 263 mil paraenses está sendo disponibilizado um montante de R$ 14 milhões. A região Nordeste é a com o maior número de famílias que irão receber o vale gás, com cerca de 2,74 milhões de contemplados. Em seguida, o Sudeste aparece com 1,78 milhão de beneficiados.

PRIORIDADE

Nos primeiros 90 dias, terão prioridade para o pagamento do auxílio gás os beneficiários do Auxílio Brasil com menor renda per capita e maior quantidade de integrantes na família.O calendário de pagamentos será o mesmo usado para o Auxílio Brasil, de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) das pessoas cadastradas. Os pagamentos serão feitos pelo número final do NIS. Ontem, 19, começaram a receber os beneficiários com NIS encerrado em 1. Em 31 de janeiro, o pagamento será destinado para quem tem NIS terminado em 0. A lei que garantiu o benefício teve origem em projeto do deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Os cartões e senhas utilizados para saque Auxílio Brasil poderão ser utilizados para o recebimento do vale gás. O beneficiário pode consultar a disponibilidade do benefício pelos aplicativos do Auxílio Brasil, pelo Caixa Tem ou por meio do telefone 111.     


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »