16/11/2017 às 19h00min - Atualizada em 16/11/2017 às 19h00min

Moradora das Casas Populares reclama de multa que recebeu da Rede Celpa: ‘Eu não fiz gato nenhum!’

Revoltada, Maria Harlete já fez denúncia no Procon e diz que vai lutar pelos seus direitos

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Nenhum órgão recebe tantas reclamações por conta dos serviços prestados em Canaã dos Carajás quanto a Rede Celpa. A empresa é responsável pelo fornecimento de energia elétrica para todo o estado, mas a quantidade de reclamações dos clientes cresce a cada dia. Inúmeros casos de cobranças indevidas e instalações irregulares já foram registrados no Residencial Canaã. Alguns moradores das Casas Populares têm sofrido com alguns problemas na conta de energia.
 
No caso de dona Maria Harlete, o caso é diferente. As faturas de energia estavam chegando com o valor normal: “Eu fiz a declaração de que somos baixa renda e as faturas estão vindo com o valor ainda um pouco alto, mas nada muito grande. Estou desempregada e me viro fazendo bicos para pagar certinho a energia.” O que revoltou dona Maria Harlete foi a cobrança de uma multa altíssima por um ‘gato’ feito no poste em que estava o seu medidor: “Eu não fiz gato nenhum. Não sei mexer com isso. A Celpa conferiu aí e disse que o desvio não era meu, mas sim do vizinho e mesmo assim me enviaram a multa. Fico muito triste com isso e me senti lesada com essa situação.”


 
Maria Harlete não aceitou a cobrança de R$ 656,34 pela multa e fez uma denúncia contra a empresa. A moradora procurou a sede do Procon em Canaã, relatou o caso e tem audiência marcada para o início de dezembro: “Se quem fez o ‘gato’ foi minha vizinha do lado, por que eu tenho que pagar essa dívida? Essa é a pergunta que eu faço e quero que a população responda para mim.” De acordo com Maria Harlete, a sua intenção é chamar a atenção da população para o que vem acontecendo e alertar todos a respeito dos seus direitos: “Quando deixaram aqui pra mim a carta da multa, eu vi várias outras. Acho que tem muito mais gente sendo lesada. Todo mundo deve correr atrás dos seus direitos!” desabafou.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »