19/11/2021 às 08h45min - Atualizada em 19/11/2021 às 08h45min

13º salário: veja a melhor forma de usar seu dinheiro

Quem trabalhou por pelo menos 15 dias de carteira assinada tem direito a parte do décimo terceiro.

Dol
 

A primeira parcela do 13º salário deve cair na conta dos trabalhadores já no próximo dia 30. A gratificação foi instituída há quase 60 anos pelas leis federais nº 4.090/1962, nº 4.749/1965 e regulamentada pelo decreto nº 57.155/1965 para todas as pessoas que trabalharam de carteira assinada por, no mínimo, 15 dias no mês, inclusive empregados domésticos, beneficiários da Previdência Social, aposentados e beneficiários de pensão da União, dos Estados e dos Municípios.

Auxílio emergencial: nascidos em dezembro recebem

Homem dorme ao volante e carro segue anda sozinho; assista!

Em virtude das festividades de fim do ano, milhões de pessoas planejam usar o dinheiro para fazer as compras de Natal e Réveillon.

A educadora financeira Ana Ferrari orienta como usar esse extra de forma consciente. “O 13º salário é dividido em duas parcelas. A principal orientação que dou é de que a pessoa divida o valor total que vai receber em três. Desse montante, 25% será destinado para as compras de final de ano e 25% para a quitação de dívidas. O restante seria usado para as compras do início do ano que vem, como IPTU, IPVA, matrícula escolar, entre outros. Mas antes disso, é bom direcionar o dinheiro em uma conta de investimentos, pois assim ele renderia um pouco mais antes de ser retirado. Existem muitas opções de investimento que podem ser utilizadas sem que haja um período de carência e a pessoa pode retirar o valor sempre que quiser, como o caso da renda fixa e o CDB”, disse.

Para quem está endividado, Ana Ferrari aconselha que as pessoas acompanhem os programas de negociação de dívidas do Serasa. “Os juros de quem atrasa o pagamento de uma conta são muito altos, então é bom ficar atento para programas que facilitem a quitação das dívidas, pois muitas das vezes o valor a ser pago fica bem abaixo do acumulado”, comentou.

 |
Com a aproximação do pagamento da primeira parcela do benefício, o ideal é que os trabalhadores utilizem o recurso financeiro extra para, primeiramente, quitar as dívidas e planejar as contas do início do ano que vem. | Wagner Santana/Diário do Pará
Com a aproximação do pagamento da primeira parcela do benefício, o ideal é que os trabalhadores utilizem o recurso financeiro extra para, primeiramente, quitar as dívidas e planejar as contas do início do ano que vem.

Com a aproximação do pagamento da primeira parcela do benefício, o ideal é que os trabalhadores utilizem o recurso financeiro extra para, primeiramente, quitar as dívidas e planejar as contas do início do ano que vem.

Com a aproximação do pagamento da primeira parcela do benefício, o ideal é que os trabalhadores utilizem o recurso financeiro extra para, primeiramente, quitar as dívidas e planejar as contas do início do ano que vem. | Wagner Santana/Diário do Pará

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »