21/05/2017 às 14h43min - Atualizada em 21/05/2017 às 14h43min

2º Visita de Nossa Senhora de Nazaré

Virgem de Nazaré: Patrona do Pará

Karla Rocha - JORNAL IN FOCO
    
    Pelo segundo ano consecutivo, Canaã dos Carajás tem alegria de receber a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré no Município de Canaã dos Carajás, localizada no Sul do Pará. A Mãe de Jesus é a Mãe da Misericórdia, que revela o rosto misericordioso de Deus para todos os fiéis.
     Aplausos, lágrimas, fogos e chuva de papel picado complementaram o maior evento católico da cidade e uma das mais belas festas religiosas do mundo.  A imagem Peregrina que percorre todos os anos nas ruas de Belém, está na região dos Carajás, espalhando benção em todos que residem nesse território.
     A recepção da Mãe Santíssima aconteceu na Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe, onde foi celebrada a Santa Missa por volta das 20h, na ultima sexta-feira (19). Durante a celebração, o Padre Peterson reproduziu mensagens de fé e perseverança para que toda a comunidade se espelhasse na Rainha da Amazônia, como é conhecida em todo o mundo, em especial no Estado do Pará.
     Em entrevista ao Jornal In Foco, a professora de educação infantil, Ecilene Santos, disse que acompanha o Círio todos os anos em Belém e que é uma honra está recebendo a visita da Santa aqui no município, “Ela vem trazer alegria, esperança, trazer fé e amor, vem preencher o nosso coração de todo o vazio que temos mediante a nossa vida e a falta de devoção. É o amor de mãe que vem para conduzir o seu filho”, afirmou.
     O evento contou com a presença de autoridades civis e religiosas, além dos fiéis que acompanharam a passagem da Berlinda nas ruas de Canaã. O momento foi marcado por muita emoção e orações. A visita é uma oportunidade para os católicos que não puderam ainda acompanhar o Círio de Nazaré em Belém ver com os próprios olhos a imagem e a sua representatividade, com o intuito de fortalecer a fé dos católicos.
     Em 2004, o Círio obteve o título de Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial, do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pela grandiosidade e importância religiosa. A visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré é um momento de graça para a nossa sociedade tão necessitada de uma vida nova e cheia de sentido. Como nos afirmou o Papa Francisco: “A Alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus”.
 

Ø História da devoção à N. S. de Nazaré

     No Pará, foi o caboclo Plácido José de Souza quem encontrou, em 1700, às margens do igarapé Murutucú (onde hoje se encontra a Basílica Santuário), uma pequena imagem da Senhora de Nazaré. Após o achado, Plácido teria levado a imagem para a sua choupana e, no outro dia, ela não estaria mais lá. Correu ao local do encontro e lá estava a “Santinha”. O fato teria se repetido várias vezes até a imagem ser enviada ao Palácio do Governo. No local do achado, Plácido construiu uma pequena capela.
     Em 1792, o Vaticano autorizou a realização de uma procissão em homenagem à Virgem de Nazaré, em Belém do Pará. Organizado pelo presidente da Província do Pará, capitão-mor Dom Francisco de Souza Coutinho, o primeiro Círio foi realizado no dia 8 de setembro de 1793. No início, não havia data fixa para o Círio, que poderia ocorrer nos meses de setembro, outubro ou novembro. Mas, a partir de 1901, por determinação do bispo Dom Francisco do Rêgo Maia, a procissão passou a ser realizada sempre no segundo domingo de outubro.
     Tradicionalmente, a imagem é levada da Catedral de Belém à Basílica Santuário. Ao longo dos anos, houve adaptações. Uma delas ocorreu em 1853, quando, por conta de uma chuva torrencial, a procissão – que ocorria à tarde – passou a ser realizada pela manhã.
 
  • Curiosidade:
     O termo “Círio” tem origem na palavra latina “cereus” (de cera), que significa vela grande de cera. Por ser a principal oferta dos fiéis nas procissões em Portugal, com o tempo passou a ser sinônimo da procissão de Nazaré aqui Belém e de muitas outras pelas cidades do interior do Pará.
 

Ø Virgem de Nazaré: Patrona do Pará

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA – ASSESSORIA TÉCNICA
LEI N° 4.371, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1971.
Proclama Nossa Senhora de Nazaré Patrona do Estado do Pará e dá outras providências.
A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ promulga e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1° – Fica proclamada PATRONA DO ESTADO DO PARÁ NOSSA SENHORA DE NAZARÉ.
Parágrafo Único – O Governo do Estado do Pará prestará, anualmente, as honras de Estado à padroeira dos paraenses.
Art. 2° – A presente Lei poderá ser regulamentada pelo Governador do Estado.
Art. 3° – Esta Lei tem sua vigência a partir do dia 10 de outubro do corrente ano.
Palácio do Governo do Estado do Pará, 15 de dezembro de 1971.
FERNANDO JOSÉ DE LEÃO GUILHON
Fonte: http://www.ciriodenazare.com.br/portal/historia.php
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »