02/11/2017 às 12h16min - Atualizada em 02/11/2017 às 12h16min

Dia de finados movimenta cemitérios em Canaã

Parentes visitam cemitérios e prestam homenagens a parentes falecidos

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Fotos: Ricardo Mesquita
O Dia de Finados é celebrado pela Igreja Católica em 2 de novembro desde o século XII. No entanto, a tradição cristã já rezava pelos seus mortos desde o século I, quando as pessoas visitavam as catacumbas e túmulos para fazerem orações pelos que morreram sem martírio, com a esperança de que assim suas almas pudessem ser salvas. Em Canaã, desde as primeiras horas da manhã já acontecia intensa movimentação nos cemitérios locais.


 
No cemitério Santa Maria Madalena, localizado no centro, uma missa foi realizada em homenagem aos entes queridos mortos. Várias pessoas puseram o nome de familiares que já partiram para que fossem lembrados durante as preces realizadas pelos católicos. Padre Peterson esteve presente no local e falou sobre a tradição: “Para nós, católicos, o dia 2 de novembro é um dia santo, de guarda, que a igreja quer fazer memória aos fiéis defuntos que já estão na glória de Deus e no purgatório. É um dia que a igreja quer rezar por eles, oferecer o sacrifício da Santa Missa, as velas, as orações para que eles possam conseguir o perdão pelos seus pecados.” O líder religioso explicou também que quatro missas serão realizados durante todo o dia: “Começamos a missa principal aqui no cemitério do Centro, depois teremos às 17 horas no cemitério do Parakanã no fim do dia. E, às 19:30, teremos as Santas Missas na igreja Matriz e na Comunidade Nossa Senhora de Fátima.”


 
Para Luciane Ribeiro, o Dia de Finados é de muita saudade e tristeza: “Eu vim visitar o meu pai. Já faz um ano e seis meses que ele faleceu. Para mim, é um dia muito triste, um feriado que não se comemora... É a primeira vez que eu venho depois que ele foi sepultado, nem gosto de vir, pois para mim esse é um dia muito difícil, de muita saudade.” Luciane não conseguiu esconder a tristeza nos olhos.


 
Durante todo o dia, milhares de pessoas são esperadas nos dois cemitérios locais. O dia é de reflexão e saudade, mas também de bastante trabalho. Algumas pessoas aproveitam a ocasião para vender flores e velas para os familiares que visitam os memoriais. Além disso, muita gente aproveita o dia de memória para limpar os túmulos e catacumbas, retirando o mato que cresce ao redor e a sujeira que se acumula com o tempo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »