22/10/2021 às 09h23min - Atualizada em 22/10/2021 às 09h23min

Marinha fará ações para evitar acidentes de escalpelamento

Nove acidentes foram registrados este ano no Pará. A meta é zerar essas ocorrências.

Dol
 

Entre 24 e 29 de outubro, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR), fará ações de combate e prevenção de acidentes de escalpelamento, no município de São Sebastião da Boa Vista, na Ilha do Marajó, para levar informação à comunidade sobre segurança no tráfego aquaviário e cobrir, gratuitamente, eixos de embarcações utilizadas pelas famílias ribeirinhas.

>> Veja matéria especial do DOL: Escalpelamento no Pará: infância roubada e corpos mutilados

Em 2021, até o momento, nove acidentes de escalpelamentos foram registrados no Estado. “Infelizmente, nessas regiões do Pará ainda é comum esses registros. Porém, estamos em constante trabalho, levando informações e fazendo regularizações de embarcações para que possamos zerar esse tipo de ocorrência”, afirmou o capitão André Vieira, da CPAOR.

Nesta nova ação, dois navios da Marinha serão enviados ao município para fazer os atendimentos. O capitão ressalta o convite. “Em alguns casos, os proprietários de embarcações desconhecem seus direitos ou ficam com medo de ter suas embarcações apreendidas. Vale lembrar que isso não ocorre, a Marinha não faz apreensões. Estamos ali justamente para fazer toda essa regularização, então toda a comunidade pode participar da ação sem nenhum receio”, disse.

CONSCIENTIZAÇÃO

Além da ação de cobertura dos eixos e motores dos barcos, a programação no município contará ainda com distribuição de coletes salva-vidas, palestras, cursos de Ensino Profissional Marítimo, inscrição e vistoria de embarcações, bem como a emissão de habilitação para navegação. Os navios da Marinha ficarão ancorados na Agência Escolar Flutuante Ajuri, localizada no próprio porto da cidade, no horário das 8h às 17h.

A Marinha do Brasil disponibiliza ainda contatos para que a população seja parceira do esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar à segurança do tráfego aquaviário, ajudando a salvar vidas humanas no mar e em vias navegáveis ou denunciando qualquer situação que represente risco de poluição ao meio hídrico. Através do “Disque Emergências Marítimas e Fluviais” pelos números 185, 3218-3950 e 99114-9187 (aplicativo de mensagem). É possível também fazer oagendamento para cobertura de eixo de embarcações.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »