11/10/2021 às 18h03min - Atualizada em 11/10/2021 às 18h03min

Inmet alerta sobre chuvas no Pará e em mais 14 Estados Inmet alerta sobre chuvas no Pará e em mais 14 Estados

Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) emitiu alerta pelo segundo dia consecutivo.

Dol
 

Especialistas preveem que as fortes chuvas continuem no mês de outubro na Região Metropolitana de Belém e em quase todo o Estado do Pará. 

Na porção norte do Pará, as chuvas deverão oscilar entre 50 e 200 milímetros. Na porção sul, onde o período chuvoso se inicia este mês, o índice de precipitação atingirá acumulados de até 250 mm. Por outro lado, na região do Baixo Amazonas, as chuvas permanecem dentro do considerado normal, com chuvas entre 50 mm e 150 mm.

De acordo com informações do portal Metrópoles, 15 Estados e mais o Distrito Federal devem ficar em estado de atenção, nesta segunda-feira (11), por causa das chuvas intensas. 

Pará, Amazonas, Bahia, Maranhão, Piauí, Roraima, Tocantins e o Distrito Federal devem ter chuvas intensas, com riscos de menor severidade e alerta amarelo, considerado intermediário.

Já São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás correm risco de tempestade, com chuva entre 30 a 60 milímetros por hora. 

Hoje é o segundo dia consecutivo que o Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) emite alerta para chuvas intensas e temporais.

Apesar do alerta, o órgão disse que não há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em cidades com tais áreas de risco.

No caso das chuvas intensas, os riscos são de menor severidade, mas continuam exigindo atenção. A chuva fica entre 20 e 30 milímetros por hora com ventos intensos — entre 40 e 60 quilômetros por hora. O alerta é amarelo, considerado intermediário.

Proteção

Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas.

- Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

- Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

- Em caso de acidente, procure ajuda junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »