31/08/2021 às 09h15min - Atualizada em 31/08/2021 às 09h15min

Pará tem três casos suspeitos da variante Delta

Suspeitos de infecção estavam em Portugal e tiveram contato o que pode caracterizar a transmissão comunitária

Dol
 

Depois de um único caso da variante delta da Covid-19 confirmado no Pará, no dia 5 de agosto passado, e de transmissão importada, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou que há, no momento, três amostras suspeitas em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Tratam-se de dois irmãos, um homem e uma mulher, que vieram de Portugal, e tiveram contato com a mãe já em Belém. No início deste mês, um possível caso em Santarém, na região oeste do Pará, foi descartado.

O caso confirmado tem a ver com duas pessoas vindas de uma cidade na Flórida, nos Estados Unidos, fazendo também escala em um aeroporto da cidade de São Paulo, e chegando em Belém no dia 18 de julho de 2021. Um deles foi internado no dia 27, quando foi notificado o caso à Divisão de Vigilância Epidemiológica (DVE) de Belém, que deu início à investigação, seguindo os fluxos correntes. O outro paciente teve quadro leve e ficou somente em isolamento domiciliar até o fim do ciclo viral.

A Sespa reforçou ainda que todo viajante vindo de fora do Estado ou país que testa positivo para a Covid-19 tem o caso investigado para identificação de qual variante pode estar circulando. O monitoramento, bem como o acompanhamento dos pacientes, é de responsabilidade da vigilância do município. As amostras passam por análise no Lacen para identificar se são passíveis de sequenciamento, e posterior envio ao laboratório de referência - no caso, o Instituto Evandro Chagas (IEC), órgão ligado à Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde SVS/MS.

Variante

O Pará teve, até agora, um único caso da variante delta da Covid-19 confirmado, no dia 5 de agosto passado.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »