11/08/2021 às 17h51min - Atualizada em 11/08/2021 às 17h51min

Dois meninos morrem em acidentes com rabetas no Marajó

Em acidentes distintos, um menino de três anos caiu de uma rabeta. Outra criança, de dez anos, estava pilotando sozinho uma rabeta quando a embarcação naufragou

Dol
 

Por toda a região amazônica, é uma cena comum o trânsito de rabetas, pequenas embarcações, feitas em madeira, com propulsão a motor de popa. A rabeta é um meio de transporte fundamental para as comunidades ribeirinhas, sendo hábito cultural que crianças aprendam a pilotar essas canoas motorizadas, geralmente sem nenhum equipamento de proteção.

No último domingo (8), no município de Breves, no arquipélago do Marajó, dois acidentes com rabetas provocaram as mortes de dois meninos, um de três e outro de dez anos. O menino de três anos era passageiro em uma rabeta que colidiu com um tronco de árvore: ele caiu na água e se afogou. A criança de dez anos pilotava uma rabeta e estava sozinho na pequena embarcação, que naufragou, lançando o menino ao rio.

Os corpos dos dois meninos foram encontrados nesta terça-feira (10), ambos em estado de decomposição. O DOL solicitou informações à Capitania dos Portos sobre a realização de trabalhos educativos e de fiscalização junto a comunidades ribeirinhas. Ainda não houve retorno.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »