08/08/2021 às 10h48min - Atualizada em 08/08/2021 às 10h48min

Polícia Civil instaura inquéritos em Belém e Ananindeua para dar prosseguimento em casos de violência contra mulher

A iniciativa é alusiva ao 15º aniversário da Lei Maria da Penha.

G1 Pa

A Polícia Civil instaurou neste sábado (7)100 inquéritos policiais em Belém e 140 em Ananindeua por meio da Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) para dar prosseguimento as denúncias de crimes cometidos contra as mulheres. A iniciativa é alusiva ao 15º aniversário da Lei Maria da Penha.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), de janeiro a junho deste ano, em todo o Estado foram registrados 6.706 casos de violência doméstica. Entre as formas de violência doméstica e familiar contra a mulher estão: violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral, previstas na Lei Maria da Penha, 11.340/06 que foi sancionada em 07 de agosto de 2006, visando coibir a violência doméstica e familiar contra mulheres.

As Divisões Especializadas no Atendimento à Mulher, em Belém e Ananindeua, atuam em casos de violência doméstica e familiar contra mulheres, oferecendo, por meio de parceria com outros poderes e órgãos do governo estadual, atendimento multidisciplinar, garantindo a vítima todo o acolhimento e atendimento previsto na Lei que a ampara.

Denúncia

A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em uma das unidades de atendimento especializado ou na Delegacia mais próxima a vítima ou denunciante. Além da Delegacia virtual ou nos canais de denúncia 180, 100, Iara através de por mensagens para o WhatsApp (91) 98115-9181.

 

     

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »