29/07/2021 às 18h18min - Atualizada em 29/07/2021 às 18h18min

Uma tonelada de cocaína é apreendida em caminhão no Pará

A droga tinha como destino final a cidade de Altamira e foi avaliada em mais de 41 milhões.

Dol
 

Uma operação da Polícia Civil apreendeu três mil pés de maconha na zona rural do município de Novo Repartimento, no sudeste do Pará. Diariamente, policiais estão nas ruas para evitar o tráfico de drogas no Pará.

Nesta quinta-feira (29), outra apreensão de drogas de grande porte aconteceu em Medicilândia, no sudoeste paraense. Cerca de 1 tonelada de Cocaína foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em ação conjunta com a Polícia Federal (PF) e GEFRON. Um homem de aproximadamente 50 anos foi preso por tráfico de drogas.

Uma equipe fiscalizava no km 782 da BR-230, por volta das 9h30, quando abordou um caminhão cor vermelha, placas de Sapezal (MT), conduzida por um homem.

Durante os procedimentos de fiscalização, o condutor apresentou muito nervosismo e inconsistências nas respostas que eram dadas aos questionamentos realizados pela equipe.

Desconfiados, os PRFs decidiram realizar uma vistoria minuciosa no veículo, quando encontraram as drogas escondidas em um fundo falso no compartimento de carga. Ao todo, 1.000 Kg de Cocaína.

Questionado sobre a origem da carga, o condutor declarou que saiu de Novo Progresso (PA) e tinha como destino a cidade de Altamira (PA) e que receberia R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) pelo transporte da droga.

A quantidade de droga apreendida representa um prejuízo estimado de mais de 41 milhões para o crime organizado. A ação tem o objetivo de combater o tráfico de drogas em grande volume pelo modal rodoviário. As investigações e investidas contra o crime organizado continuam, com especial atenção à prisão das lideranças e descapitalização de organizações criminosas.

Diante do exposto, em tese, do crime de Tráfico  de drogas (Art. 33 c/c art 40, V, da Lei 11.343/16.), o homem e as drogas foram encaminhadas para Polícia Federal de Altamira para procedimentos cabíveis.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »