07/07/2021 às 13h30min - Atualizada em 07/07/2021 às 13h30min

Milagre em Canaã dos Carajás: mãe reencontra gêmeos recém-nascidos após 13 dias internada com covid

Fernanda Cristine Dias foi diagnosticada com Covid-19 no início de junho e precisou realizar parto prematura de emergência para salvar a vida de Gabriel e Miguel

- Jornal In Foco
"Nós somos parecidos com um milagre", disse a dona de casa Fernanda Cristine Dias, 29 anos, após passar 11 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com Covid-19 e pôde reencontrar os filhos gêmeos recém-nascidos Gabriel e Miguel.
A família Dias mora em Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, e conseguiu levar a vida da melhor forma possível durante mais de um ano de pandemia da Covid-19. Grávida de sete meses de gêmeos, Fernanda e o agricultor Ailton Dias, 26 anos, viram a paz e a alegria se esvaírem no começo do mês de junho.
Fernanda contraiu a doença que já matou mais de 15 mil paraenses e 500 mil brasileiros. Ela teve a forma mais grave da Covid-19. Por meio do suporte aéreo da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Fernanda foi internada na Fundação da Santa Casa de Misericórdia , em Belém, no dia 6 de junho.
Com 80% do pulmão comprometido, Fernanda precisou se entubada para receber a ventilação mecânica e submetida a uma cesariana de emergência. A paciente passou uma semana na UTI e em seguida mais oito dias de enfermaria. Depois de receber alta, Fernanda teve alta hospitalar continuou sob os cuidados médicos para se recuperar de uma sequela no braço direito, mas pôde encontrar seus filhos pela primeira vez.
“Quando a gente engravidou, nunca imaginou que tudo isto fosse acontecer. No instante em que revi meus filhos, chorei muito, não acreditava, nós somos parecidos com um milagre. Reencontrar meus bebês, significou perfeição", contou a dona de casa.
"Eu sei que é uma bênção da fé, da medicina, da enfermagem, de todos os profissionais e de toda esta estrutura, eu poder estar com meus dois filhos no braço”, completou emocionada.
 
Gabriel, Miguel e Ailton
 
Até a alta da mãe, as crianças ficaram junto do pai, na perspectiva de tratamento humanizado. Para poder ter contato com os filhos, Ailton, se afastou em quarentena cautelar, de modo a se descartar que estivesse portador de Covid-19.
Por serem prematuros, Gabriel e Miguel estão internadas na Unidade de Cuidados Intermediários (UCINCA), do Método Canguru, para se desenvolverem melhor e ganharem peso, recebendo leite humano do Banco de Leite Humano (BLH), da Santa Casa.
“Eu não canso. Quando eles nasceram, eu renasci, desta vez como pai. É muita felicidade que nossa família voltou a ser completa, com a cura da minha esposa”, encerrou o pai Ailton.

(Informações: G1)
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »