11/09/2017 às 08h11min - Atualizada em 11/09/2017 às 08h11min

PF faz buscas na casa do ex-procurador Marcelo Miller

Ele é acusado e fazer jogo duplo em favor da J&F e também de envolvimento na polêmica que pode levar ao cancelamento do acordo de delação da JBS

EXAME.COM

Polícia Federal realiza na manhã desta segunda-feira (11) buscas na casa do ex-procurador Marcelo Miller, na Lagoa, no Rio de Janeiro, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo.

Ele é acusado de fazer jogo duplo em favor da J&F e também de envolvimento na polêmica que pode levar ao cancelamento do acordo de delação da JBS.

De acordo com o jornal Estado de S.Paulo, agentes da polícia também cumprem mandados em São Paulo. Um dos alvos é a casa do empresário Joesley Batista.

Envolvimento com a JBS

O ex-procurador é o pivô do escândalo que enfraqueceu a delação da JBS e as denúncias contra o presidente Michel Temer. Miller trabalhou próximo do atual PGR, Rodrigo Janot, nas investigações da Lava Jato, entre 2014 e 2016. Sua principal atribuição era negociar as delações premiadas da operação.

Ele deixou o cargo em abril deste ano para trabalhar no escritório Trench, Rossi e Watanabe, que representava a J&F nas negociações do acordo de leniência do grupo. O acordo de leniência é empresarial, mas também negociado com o Ministério Público.

Seu nome veio à público na semana passada, quando os irmãos Batista anexaram mais documentos à delação. Em um dos áudios, Joesley afirma que Miller estava atuando para influenciar Janot nas decisões sobre o acordo. Essa reviravolta, levou Janot a determinar a revisão do acordo de colaboração da J&F.

No despacho, o PGR disse que Miller “estaria auxiliando os interlocutores, inclusive a pretexto de influenciar a decisão do Procurador-Geral da República, em futura negociação de acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »