14/02/2020 às 14h26min - Atualizada em 14/02/2020 às 14h26min

PSG passa Manchester City e se torna clube com maior poder financeiro do mundo, diz estudo

Relatório anual da Soccerex avalia cinco critérios durante a temporada 2017-18. Nenhuma equipe brasileira está no top-100

- Jornal In Foco
Globo Esporte
Foto: Reuters/Eric Gaillard
O PSG ultrapassou o Manchester City e é o clube com maior poder financeiro do mundo, de acordo com o relatório anual da Soccerex. Os Citzens lideraram o ranking nas duas últimas edições, mas caíram para a segunda colocação este ano. Bayern de Munique, Tottenham e Real Madrid completam o top-5.
 
O futebol europeu domina a lista: dos 30 primeiros, 80% dos clubes com maior poder financeiro são do Velho Continente. Os únicos sul-americanos a figurarem no top-100 são a dupla argentina River Plate e Boca Juniors, na 91ª e 95ª posições, respectivamente. A Soccerex é uma organização com sede em Londres que atua na área de negócios do futebol com a organização de eventos e a formulação de pesquisas, como o relatório anual do poder financeiro de clubes. O documento deste ano avaliou os balanços divulgados pelos clubes durante a temporada 2017-18 (de julho de 2017 a junho de 2018).
 
O estudo levou em conta cinco aspectos para calcular a lista: o valor do elenco, ativos "tangíveis" - como estádio próprio, centro de treinamento e outras propriedades -, dinheiro em caixa, o potencial de investimento do dono e a dívida líquida. O cálculo desses fatores forma um índice, a partir do qual os clubes são ranqueados. Nos últimos anos, o PSG diminuiu a sua dívida e aumentou a arrecadação. Por outro lado, apesar de ter o elenco mais valioso do mundo, o City viu sua dívida crescer e perdeu a primeira colocação.
 

 
Clubes de donos com grande capacidade de investimento estão bem colocados na lista, como o caso não só dos dois primeiros colocados, mas de equipes de regiões periféricas. O 15º colocado é Guangzhou Evergrande, da China, enquanto o Los Angeles FC, dos Estados Unidos, aparece em 18º. O time chinês, inclusive, está à frente do Manchester United, que ocupa a 16ª posição.
 
Nesse aspecto, os gigantes espanhóis largam atrás, já que nenhum deles tem um proprietário para investir no time. Mesmo assim, o Barcelona, 12º colocado na lista, foi indicado como o clube com o maior faturamento do mundo de acordo com um estudo da Deloitte.
 
O Brasil não tem representante no ranking deste ano. No relatório de 2019, oito clubes estavam no top-100. A grande dívida líquida de alguns times brasileiros e a falta de investimento de um dono são dois fatores que podem explicar a ausência de equipes nacionais nesta lista.


Clubes com maior poder financeiro do mundo


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »