12/02/2020 às 15h24min - Atualizada em 12/02/2020 às 15h24min

​Três candidatos democratas desistem de concorrer à presidência dos EUA

O senador Michael Bennet, o empresário Andrew Yang e o ex-governador Deval Patrick anunciaram o fim de suas campanhas. Partido Democrata tem agora 8 competidores pela nomeação partidária.

- Jornal In Foco
G1
O senador Michael Bennet, o empresário Andrew Yang e o ex-governador do estado do Massachusetts Deval Patrick anunciaram, na terça-feira (11), o fim de suas campanhas para vencer a nomeação do Partido Democrata para a corrida presidencial nos Estados Unidos.
 
"Eu não sinto nada a não ser alegria hoje, ao concluir essa campanha e esse capítulo", escreveu Bennet, que é senador pelo Colorado, no Twitter, depois de falar a apoiadores em Concord, New Hampshire, local das primárias de terça.
 
Já o empresário Andrew Yang tuítou uma imagem que diz "eu estou diante de vocês hoje e digo que, apesar de não termos vencido esta eleição, estamos só começando. Isso é só o começo".
 
Deval Patrick, um aliado próximo do ex-presidente Barack Obama, era o único afro-americano que ainda estava na corrida.
 
“A votação em New Hampshire não foi suficiente para que criássemos o ‘vento’ necessário para que a campanha chegasse à próxima rodada”, ele afirmou.
 
Com a saída dos três candidatos, o Partido Democrata tem 8 concorrentes à nomeação, prevista para acontecer em julho, durante sua convenção. Os principais nomes são o senador Bernie Sanders, de Vermont; a senadora Elizabeth Warren, de Massachusetts; o ex-vice-presidente Joe Biden; e o ex-prefeito Pete Buttigieg.
 
Em uma disputa acirrada, Buttigieg venceu o caucus em Iowa, e Sanders, segundo a imprensa americana, ganhou a primária em New Hampshire.
 
Entenda a diferença entre caucus e primária

Os próximos estados a escolherem um candidato para a nomeação democrata são Nevada, que tem um caucus no dia 22, e a Carolina do Sul, que tem primárias no dia 29.


  
Em Nevada, segundo a média mais recente de pesquisas eleitorais feita pelo site RealClearPolitics, no dia 11 de janeiro Biden liderava com 21% das intenções de voto, seguido de Sanders, com 17,5%, e Warren, com 11,5%.
 
Blog da Sandra Cohen: Biden em queda livre no páreo democrata

Na Carolina do Sul, o levantamento feito até o dia 2 de fevereiro mostrava uma preferência também por Biden, com 31% das intenções de voto, seguido pelo empresário Tom Steyer, com 18,5%; e Sanders, com 17%.
 
Do lado republicano, o partido já decidiu que vai apoiar a candidatura de reeleição de Trump. O candidato que vencer a nomeação democrata irá disputar, com ele, as eleições gerais, no dia 3 de novembro.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »