28/01/2020 às 16h16min - Atualizada em 28/01/2020 às 16h16min

Só falta assinar: Atlético-MG e Bragantino acertam a transferência do goleiro Cleiton

Massa Bruta comprou 70% dos direitos econômicos do arqueiro por R$ 23 milhões

- Jornal In Foco
Globo Esporte
Foto: Lucas Figueiredo / CBF
A assinatura do contrato é o detalhe que falta para a oficialização da venda do goleiro Cleiton, do Atlético-MG, para o Bragantino. Os clubes já bateram o martelo que a transferência será no valor de cinco milhões de euros (R$ 23 milhões) por 70% dos direitos econômicos do atleta.

Cleiton está com a Seleção Brasileira na disputa do Pré-Olímpico. Ele deve assinar o contrato assim que retornar da competição, em 10 de fevereiro. Porém, antes disso, o procurador do atleta, Roberto Moreno, já assinará um contrato para selar a negociação.
 
O Bragantino comprará 70% dos direitos econômicos de Cleiton. Dos 30% restantes, 10% pertencerão ao Atlético-MG, 10% dos empresários e 10% do Marcílio Dias. O Atlético-MG ainda negociará com o Marcílio Dias a compra dos 10% que pertencem ao clube catarinense.
 

 
Cleiton tem 22 anos e é cria da base atleticana. O contrato do goleiro com o Galo vai até 2022. Em outubro, o interesse do Bragantino se tornou público, mas a diretoria do Atlético fez jogo duro e avisou que Cleiton custa 20 milhões de euros (mais de R$ 90 milhões na conversão atual). Isso não intimidou o clube paulista, que voltou à carga pelo jovem arqueiro.
 
Além de defender o Atlético-MG, Cleiton também é o goleiro da Seleção sub-23. O garoto fez boa temporada em 2019. Aproveitou bem o espaço deixado por Victor, que perdeu grande parte do ano em função de uma tendinite no joelho esquerdo. Ao todo, Cleiton tem 43 jogos pelo profissional do Galo e 40 gols sofridos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »