24/01/2020 às 08h46min - Atualizada em 24/01/2020 às 08h46min

Diretor do Corinthians nega disputa com Palmeiras por Rony e avisa: "Analisamos outros nomes"

Duílio Monteiro Alves ainda explica a situação de Cantillo e o plano para pagar por Luan

- Jornal In Foco
Globo Esporte
Foto: Marcos Ribolli
Diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves falou após a vitória por 4 a 1 contra o Botafogo-SP, na última quinta-feira, sobre a busca do clube por um reforço para a ponta esquerda.
 
Segundo o diretor, o Timão não está na briga com o Palmeiras pela contratação do atacante Rony, do Athletico-PR.
 
– A situação dele, existem colegas (jornalistas) colocando que estamos na briga, mas isso não existe. Consultamos em dezembro, soubemos da multa de 12 milhões de euros e não caminhamos. Paramos. Depois teve a proposta do Michael (do Goiás), não deu certo. Procuramos reforçar o time cada vez mais, o que pudermos vamos fazer, trazer o que tiver de qualidade para esse lado, que o treinador entende ser necessário. Mas hoje, com o Rony, não existe nada – garantiu.
A proposta do Palmeiras ao Athletico é de 6 milhões de euros por 50% dos direitos econômicos do atleta. Para Duílio, valores muito altos para o Timão.
 
– Hoje não existe possibilidade de negócio com ele, o Corinthians não vai fazer essa investida (...) No mundo do futebol não se sabe o dia de manhã, não dá para descartar nada. Daqui seis meses ele vem, um ano, e eu saio como mentiroso, mas tem que tomar muito cuidado com o que diz para não gerar expectativa na torcida. No momento, o Corinthians não pretende fazer esse investimento, está encerrado aí, mas não quero cravar, as coisas mudam rápido.
 
Duílio Monteiro Alves admite que será difícil de o Corinthians conseguir inscrever um reforço para a posição para a segunda fase da Libertadores, que tem início em 5 de fevereiro. A data-limite é sábado, dia 1º, e, segundo o dirigente, não há nada adiantado com nenhum atleta.
 
– Analisamos outros nomes, chegam diariamente, ainda mais sabendo que queremos para essa posição, mas não quero revelar nomes porque pode atrapalhar negociações, mas estudamos sim.
 

Regularização de Cantillo

O Corinthians acertará nesta semana a primeira parcela do pagamento de Victor Cantillo ao Junior Barranquilla, da Colômbia, como indicou o presidente Andrés Sanchez na quinta-feira.
 
A demora na regularização do reforço, segundo Duílio, não tem relação com uma possível falta de pagamento no valor de 1 milhão de dólares (R$ 4,1 milhões) ao clube colombiano.
 
– Isso não existe, Cantillo não vai regressar (para o Junior Barranquilla). Existe a parte burocrática, acredito que até amanhã (sexta) já vai estar resolvido e ele terá o nome no BID. A gente teve algumas coisas de contrato, de pagamento de remessa de dinheiro, parte burocrática com jogador de fora do país. O contrato também não prevê que tem que ser pago para ser liberado, mas temos a obrigação e vamos cumprir – garantiu.


 

Operação Luan

Duílio mais uma vez foi perguntado sobre como foi a operação para a contratação de Luan, que envolveu 5 milhões de euros (R$ 22 milhões) via Banco BMG, o patrocinador máster do clube. O diretor disse que os detalhes ainda serão melhor revelados.
 
– A gente tem um acordo com o banco, é um parceiro nosso, temos campanhas de publicidade para alcançar ainda e explicaremos melhor. Eles nos ajudaram a trazer, gosto muito dele, é decisivo, vai nos ajudar bastante. Mas a parte do pagamento vocês vão saber quando sair a campanha toda, nosso marketing vem trabalhando com o banco – afirmou.
 
Questionado se o banco poderá investir mais dinheiro em reforços, como poderia ter feito com Michael, do Goiás, o dirigente disse que não existe nada acordado para isso.
 
– Não existe essa conversa com o banco, foi só esse caso específico do Luan. Mas é um parceiro nosso, nada impede que no futuro tenhamos algo com esse patrocínio, mas hoje não.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »