18/01/2020 às 10h13min - Atualizada em 18/01/2020 às 10h13min

​Após indicar veto, Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Previsão de recursos para o fundo está previsto no Orçamento de 2020, que, segundo o Planalto, foi sancionado pelo presidente integralmente. Presidente chegou a indicar veto ao fundo.

- Jornal In Foco
G1
G1
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência confirmou neste sábado (18) que o presidente Jair Bolsonaro sancionou o Orçamento de 2020 e que manteve, na lei, a previsão de R$ 2 bilhões em recursos públicos para o fundo que vai financiar campanhas eleitorais neste ano.
 
O presidente chegou a indicar que poderia vetar o fundo. Em dezembro, por exemplo, Bolsonaro disse: "Em havendo brecha para vetar, eu vou fazer isso [fundo eleitoral]."
 
O fundo eleitoral, bancado por dinheiro público, foi criado por lei em 2017, após a proibição de doações de empresas para campanhas políticas.
 
O Congresso aprovou na terça (17) o Orçamento com os R$ 2 bilhões propostos pelo próprio governo para o fundo. O relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), chegou a defender um valor de R$ 3,8 bilhões, mas optou por manter o valor sugerido pelo governo.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »