04/12/2019 às 16h21min - Atualizada em 04/12/2019 às 16h21min

​Lava Jato denuncia ex-chefe de gabinete da presidência da Petrobras por corrupção e lavagem de dinheiro

De acordo com a força-tarefa, ele solicitou propina para favorecer operador financeiro na estatal.

- Jornal In Foco
G1
G1
O ex-chefe de gabinete da presidência da Petrobras Armando Tripodi foi denunciado, nesta quarta-feira (4), pela força-tarefa da Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
 
De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), as investigações apontam que Tripodi solicitou propinas ao operador financeiro Zwi Skornicki.
 
Segundo a força-tarefa, o operador pagou R$ 90 mil em reformas na casa de Tripodi para que o ex-assessor viabilizasse acesso de Zwi ao presidente da Petrobras na época, Sérgio Gabrielli.
 
A denúncia afirma que as investigações, baseadas em e-mails, registros de ligações e reuniões entre o operador e Tripodi, apontam que Skornicki efetuou pagamento de serviços de som e automação na residência do denunciado.
 
De acordo com a força-tarefa, os crimes foram cometidos entre 2011 e 2013.
 
O G1 tenta contato com os citados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »